OUTROS DESTAQUES
Dispositivos
Produzido no Brasil, ultrabook Asus VivoBook chega em maio por R$ 2.499
terça-feira, 23 de Abril de 2013 , 17h30 | POR LETÍCIA CORDEIRO

A Asus vive um momento de transição e agora quase a totalidade de sua linha de produtos tem tela sensível ao toque. E embora os produtos sem touch screen ainda devam conviver com os novos lançamentos sensíveis ao toque por algum tempo, a mudança começa a ser sentida também na produção da Asus aqui no Brasil. De acordo com o gerente de produtos da Asus para o Brasil, Marcel Campos, "produtos sem touch ainda são importantes por conta do preço na ponta, como produtos de entrada, mas a linha de ultrabooks VivoBook já está sendo produzida localmente para facilitar a entrada no mercado brasileiro de produtos touch com melhor preço". Pelos cálculos de Campos, 95% de todos os notebooks da Asus vendidos no Brasil já são fabricados localmente e em fevereiro deste ano, a taiwanesa deu inicio à produção local de sua primeira linha de ultrabooks,a VivoBook. O primeiro modelo de ultrabook sensível ao toque, o VivoBook Touch S400CA, está programado para chegar ao mercado em maio ao preço sugerido de R$ 2.499.

Modelos de ultrabooks mais complexos, por outro lado, como as linhas Zenbook e Taichi, ainda são importados. O Zenbook Touch UX31A de 13.3", 3 mm de espessura, 1,3 kg, processador Intel Core i7 de terceira geração, 4 GB de memória e 256 GB de armazenamento SSD é um dos modelos importados e já está disponível no mercado brasileiro por R$ 6.999. Mesmo caso do ultrabook conversível em tablet Taichi 21, que tem duas telas full HD touch screen de 11.6", processador Intel Core i5, 4 GB de memória e armazenamentos SSD de 128 GB e está com preço sugerido no varejo de R$ 5.999.

Para maio, segundo Campos, está prevista a chegada do Zenbook Touch Z500VZ, com tela de 15", Intel Core i7, 8 GB de memória e dois discos SSD de 256 GB de armazenamento e preço sugerido de R$ 7.999.

Intel

Para o diretor de marketing de produtos móveis da Intel na América Latina, Cássio Tietê, o Brasil está cada vez mais pari passu no que se refere aos grandes lançamentos mundiais e o anúncio da chegada de novos ultrabooks da Asus ao mercado brasileiro são uma prova disso. "Esperamos aumentar em três vezes o total de ultrabooks vendidos na América Latina em 2013", comemora. "Este será um ano extremamente importante porque estamos ampliando nossa família de produtos . Além de estarmos presentes em smartphones, tablets e ultrabooks, estamos avançando também para vending machines, soluções para o varejo, servidores, cloud etc.", conta Tietê.

O próximo desafio da Intel agora é o lançamento comercial de seu processador de 14 nm, atualmente em testes de laboratório. "Quando conseguirmos avançar do processador de 22 nm para o de 14 nm, isso significará corte de custos, maior eficiência e menor consumo de bateria e isso será uma grande vantagem para ganharmos mais mercado no mundo dos dispositivos móveis", conclui o executivo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top