OUTROS DESTAQUES
Internacional
Colômbia investirá US$ 600 milhões em plano de banda larga até 2014
segunda-feira, 12 de setembro de 2011 , 19h18 | POR DANIEL MACHADO

O ministro de tecnologia da informação e das comunicações da Colômbia, Diego Molano Vega, esteve no painel de abertura da Futurecom nesta segunda-feira, 9, apresentando alguns resultados e objetivos do Vive Digital, plano nacional de banda larga colombiano, lançado no ano passado.
Segundo ele, o programa tem algumas metas centrais, como quadruplicar a penetração da banda larga fixa e móvel, que em 2010 era de 2,2% e em 2014 deve atingir 8,8%; fornecer conexão a 50% de domicílios e 50% de pequenas e médias empresas; e ampliar o número de municípios com fibra óptica de 200 para 700 durante o período, onde moram 90% da população colombiana (de um total de 1.103 cidades).
De acordo com o ministro, para atingir essas metas, será necessária uma somatória de forças entre o governo e a iniciativa privada. “Estamos prevendo um investimento público de US$ 200 milhões e um aporte privado de US$ 400 milhões até 2014”, antecipou.
Vegas disse também que será preciso mais espectro, sobretudo em 2,5 GHz e 3,5 GHz, para a massificação dos serviços de dados móveis e revelou que o governo realizará daqui a duas semanas uma grande licitação de faixas de frequência. “Nossa meta é atingir uma cobertura de 100% em serviços de terceira geração (3G) e 50% em quarta geração (4G) até 2014”, diz.
O ministro comemorou o fato de o governo colombiano ter aprovado a lei que, a partir de 2012, reverterá 10% das exportações de commodities do país para a área de ciência e tecnologia. A Colômbia é um dos maiores exportadores de carvão, cobre e ouro do mundo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top