OUTROS DESTAQUES
Bolsa
Nas apostas do BBVA, Telemig e Telemar são destaques
quarta-feira, 14 de julho de 2004 , 19h27 | POR REDAÇÃO

O BBVA Securities enviou para seus clientes relatório com algumas previsões sobre o mercado de telecomunicações no médio prazo, incluindo certas possibilidades de mudança nas regras a partir de 2006.
Confira algumas dessa previsões. Para telefonia móvel, o banco projeta que:

1) O rápido crescimento do número de usuários de telefonia móvel, muito saudado pelo mercado, pode estar mascarando alguns incômodos para o segmento, como a redução dos preços de acesso fixo-móvel e tarifas únicas nacionais (como os planos recentes da TIM).
2) A base de usuários deve continuar crescendo, mas é preciso observar com mais refinamento as diferenças de região para região.
3) No mercado de ações, o segmento deve ser pressionado pelo leilão de novas licenças da banda E (São Paulo e Minas Gerais, em particular) previsto para meados de agosto. Também haverá certa tensão até que fiquem claras as regras para as tarifas de conexão.
4) A preferência do BBVA é pela Telemig Celular. No caso, como se dirige a investidores estrangeiros, às ADRs (TMB) são projetados upside potencial em 12 meses de 51% contra 31% do Ibovespa. Acentua o relatório que a escolha não está primariamente presa à possibilidade de venda ou fusão da empresa. Mesmo porque uma dessas possibilidades é a incorporação pela Brasil Telecom sem tag along, uma vez que, aí, não haveria troca de controlador.

Para telefonia fixa, as projeções são as seguintes:

1) Agora, as operadoras podem festejar o ?Natal em Julho? resultante da decisão do STJ de devolver o direito de aplicação do IGP-DI. Mas é pouco provável que um ajuste de tarifas pela inflação continue nos novos contratos de concessão a partir de 2006.
2) Os novos contratos também devem prever reduções de tarifas no acesso local. Devem cair também ainda mais as tarifas de longa distância.
3) A substituição de acessos fixos por celulares, continuará erodindo o tráfego das fixas.
4) A entrada da Telmex via Embratel e Net promete um ambiente muito mais competitivo. Embora o impacto não seja imediato, o BBVA acredita que a habilidade da Telmex para lançar a telefonia a cabo (via VoIP) seja suficiente para cobrir todos os preços das linhas fixas e introduzir uma alternativa às incumbents.
5) A preferência do banco entre as fixas recai sobre a Telemar.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top