OUTROS DESTAQUES
Venda da Embratel
Órgãos de governo evitam posicionar-se sobre negócio
terça-feira, 30 de Março de 2004 , 18h30 | POR REDAÇÃO

Anatel, Cade e SDE evitaram emitir qualquer juízo de valor a respeito da operação de venda da Embratel durante audiência sobre o assunto realizada nesta terça, 30, no Senado. Especificamente sobre a venda do controle da concessionária de longa distância para o consórcio da Geodex e teles fixas, Pedro Jaime Ziller, presidente da Anatel, disse ser impossível que a agência no momento se manifeste uma vez que não tem conhecimento em detalhes da operação. Ele confirmou ter recebido a informação do acordo de compra entre Telmex e MCI na Anatel, mas apenas na noite desta segunda, dia 29.
O conselheiro do Cade, Cleveland Prates afirmou durante a audiência que não pode se manifestar a priori sobre nenhum assunto que o Conselho vá ter que julgar. Prates ressaltou ainda a importância da parceria com o Ministério Público Federal em casos de defesa da concorrência.
Já segundo a diretora do Departamento de Proteção e Defesa Econômica da SDE, Bárbara Rosemberg, a Secretaria tem uma participação marginal na avaliação da venda da Embratel. Segundo ela, quem vai instruir o caso para o Cade é a Anatel, e a SDE só se manifestará se houver um pedido do Cade. Bárbara Rosemberg explicou ainda que a SDE só se manifestou agora porque houve uma denúncia da Fittel de suposta formação de cartel na possível venda da Embratel para o consórcio liderado pela Geodex e pelas concessionárias locais.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top