OUTROS DESTAQUES
Pirataria
Risco de pirataria online cresce com o aumento da banda larga
sexta-feira, 18 de março de 2016 , 17h01

"A pirataria no streaming ainda não está doendo tanto quanto vai doer. Temos que conscientizar (o mercado) sobre o risco que isso representa em relação a receitas não obtidas", diz Alexandra Larsson, diretora regional de vendas da América Latina da Irdeto. Segundo a executiva, o problema é mundial, mas tem um potencial de crescimento nas regiões onde a banda larga começa a se desenvolver mais em termos de penetração e velocidade média. O impacto, é sobre toda a cadeia do conteúdo, do produtor à plataforma de distribuição seja um OTT ou uma operadora de TV. "Até o usuário é impactado, pois pode perder o acesso ao conteúdo a qualquer momento. Embora a banda mais larga tenha condições de permitir uma qualidade maior de transmissão, as plataformas piratas não pode garantir estabilidade", diz Alexandra.

"A busca pelo conteúdo pirata muitas vezes é porque aquele conteúdo não está disponível legalmente. Se fosse oferecido de forma legal, muitos não buscariam essa alternativa", diz Alexandra Larsson, diretora regional de vendas da Irdeto na América Latina

"A busca pelo conteúdo pirata muitas vezes é porque aquele conteúdo não está disponível legalmente. Se fosse oferecido de forma legal, muitos não buscariam essa alternativa", diz Alexandra Larsson, diretora regional de vendas da Irdeto na América Latina

Aos detentores e distribuidores do conteúdo, cabe adotar mecanismos de defesa e garantir uma oferta variada de plataformas de consumo do conteúdo. "A busca pelo conteúdo pirata muitas vezes é porque aquele conteúdo não está disponível legalmente. Se fosse oferecido de forma legal, muitos não buscariam essa alternativa", aposta.

Uma das modalidades de pirataria online para as quais a Irdeto oferece soluções de combate é a transmissão de conteúdos ao vivo, sobretudo de conteúdo com grande apelo imediatista, como esportes. Na Copa do Mundo, a empresa derrubou 3,7 mil streamings de partidas de futebol no mundo todo, o que significa em torno de 10 milhões de espectadores ilegais ou US$ 120 milhões de receitas não realizadas. "É claro que o número de streams foi maior, pois não é sempre que é possível tirar do ar. No caso do peer-to-peer, por exemplo, é difícil por não ter apenas uma fonte identificável. O mesmo acontece quando há um volume muito grande de sites", explica Alexandra. Segundo a executiva, em muitos casos, o usuários nem sabe que está acessando um serviço ilegal. "Os sites piratas estão tão profissionais que muitas vezes o espectador nem percebe que está fazendo uma aquisição de um produto pirata", conta.

Case

No início deste mês, a empresa passou a prestar serviço para a Movile, que selecionou o Irdeto Rights para administrar o apoio a multi-DRM e proteção de conteúdo na sua plataforma PlayKids, ampliando seu alcance a dispositivos. A solução, que independe de DRM e que inclui compatibilidade com Apple FairPlay Streaming , protegerá as recém-licenciadas opções de entretenimento em vídeo da Disney e da Cartoon Network.

Com a aplicação da tecnologia ActiveCloak com Secure Key Exchange (SKE) da Irdeto e a integração do Apple FairPlay Streaming, o conteúdo do PlayKids atenderá às exigências dos estúdios para streaming e download de conteúdo de alto valor em dispositivos iOS e Android, assim como Apple TV.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Matheus Dilon disse:

    Eu estou com a Alessandra! Pirataria ocorre quando o serviço não é oferecido de maneira correta e acrescento, de forma excessivamente cara!

    Pra mim nunca fez sentido pagar R$30 por um CD sendo q sempre andei com iPod/iPhone e muito menos pagar $1,25 (dólares) por faixa! Hoje em dia assino Streaming R$30 por mês pra mais de 30 milhões de fixas em até 6 dispositivos!

    Pra mim nunca foi interessante alugar filme em locadora! Ter de ir e voltar me dava preguiça! Sempre assinei o melhor pacote de tv por assinatura com canais HD mas recorria à pirataria por não conseguir ver sempre tudo na hora que quero. Hoje com as plataformas On Demand e Netflix não recorro mais à pirataria.

    10 licenças de anti-vírus por R$180 (R$1,50/mês por máquina)!

    5 licenças Office 365 R$150 por 1 ano! (R$2,50/mês por máquina)!

    As empresas deveriam focar no papel importante de venderem o serviço legal e mostrarem que não é tão caro assim!

    Serviço prestado de forma legal tem garantias e suporte! Eu valorizo!

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top