OUTROS DESTAQUES
Infraestrutura
Telefónica e Internexa estabelecem acordo para uso de cabos submarinos
quarta-feira, 16 de março de 2016 , 18h47

A Telefónica anunciou nesta quarta, 16, parceria com a provedora de infraestrutura Internexa para oferecer serviços de conectividade, acesso à Internet e soluções de TIC nas Américas. O acordo de 20 anos inclui o direito de uso de "frações de pares de fibra ótica apagada" no cabo submarino recém-anunciado pelo grupo espanhol, controlador da Vivo no Brasil, e que liga Fortaleza a San Juan (Porto Rico) e Virginia Beach (Estados Unidos), o BRUSA, que deverá entrar em operação no começo de 2018.

Na verdade, a parceria entre as duas empresas foi iniciada no final do passado e, por conta disso, a Internexa já começou a utilizar o sistema SAM-1, que interliga Estados Unidos, Porto Rico, Colômbia, Brasil (Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo), Argentina, Chile, Peru, Equador e Guatemala. Além disso, a empresa poderá utilizar também a rota do Pacific Caribbean Cable System (PCCS), consórcio de cabo anunciado no ano passado. As novas infraestruturas permitirão à provedora conectar o Brasil e a Colômbia aos Estados Unidos, dobrando sua cobertura de fibra de 30 mil km para 60 mil km.

De acordo com o diretor presidente da Internexa no Brasil, Paulo Rodolfo Mello, o investimento total da empresa é de US$ 120 milhões no País, e o intuito é levar a empresa a ser uma "Tier 1" no setor de infraestrutura na América Latina. A companhia conta com rede terrestre em toda a região, passando por Colômbia, Chile e Brasil (até o Rio de Janeiro). "O acordo é para a fibra escura porque, de acordo com o equipamento que coloco (nas pontas), tenho capacidade grande, fico praticamente ilimitado", disse ele a este noticiário. A ideia é fornecer uma rota direta internacional que ligará o tráfego ao hub de Miami, um dos maiores do mundo. "Isso dá conectividade global e proximidade para todos os clientes, vamos melhorar muito a performance e (a entrega de) conteúdo."

Mello explica que o retorno desse investimento é "de médio a longo prazo", uma vez que o contrato tem extensão de 20 anos, mas que já começa a sentir resultados com o aumento de negócios com as empresas para quem aluga a infraestrutura e capacidade. "Percebemos alavancagem muito rápida de negócios com nossos clientes, fizemos investimento importante também para espaço de co-location para o mercado de pequenos provedores de conexão, e para eles já houve percepção de melhora de serviço e aumento do consumo (de dados)", declara. Esse espaço é um novo Data Center e centro de controle de rede regional da empresa no Rio de Janeiro, inaugurado no começo do mês. A estrutura de 820 m² fica na sede da empresa no prédio Teleporto, onde conta também com entrada exclusiva de energia elétrica para garantir maior confiabilidade na operação.

De acordo com o executivo, a Telefônica e a Internexa já contam com outras parcerias: a operadora utiliza a rede da provedora no RJ. Além disso, para demais clientes, a companhia conta com "grandes investimentos" para ampliar a infraestrutura no País, sobretudo em cabos DWDM para aumentar a disponibilidade de fibras passando em torres de alta tensão no Estado de São Paulo.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top