OUTROS DESTAQUES
TELEFONIA FIXA
Telefonia fixa volta a crescer em maio com aumento de linhas das concessionárias
quarta-feira, 13 de julho de 2016 , 15h37 | POR LÚCIA BERBERT E BRUNO DO AMARAL

Com a adição de 389 mil assinantes, a telefonia fixa volta a crescer em maio, somando 42,84 milhões de linhas ativas. A maioria dos novos contratos foi obtida pela Telefônica (que adicionou 494,3 mil no mês), aumentando a participação das concessionárias no mercado, de acordo com os números divulgados nesta quarta-feira, 13, pela Anatel. A densidade do serviço – número de acessos por grupo de cem habitantes – atingiu 21,81 em maio.

A liderança do mercado de concessionárias ainda é da Oi, com 14,581 milhões de linhas ativas, apesar da queda de 0,34% no mês. Nesse mercado, a Telefônica soma 9,946 milhões de acessos, crescimento de 5,23%. O percentual de linhas pelo regime público subiu de 58,86% para 59,36% entre abril e maio, enquanto que o percentual de acessos por autorização caiu de 41,14% para 40,64% no período.

Devido a um erro nos dados divulgados pela agência em maio, contudo, os acessos das autorizadas está acima do normal. A julgar pelo percentual de 40,64%, a base total de concessionárias deveria ser de 17,410 milhões de acessos (e não 42,841 milhões, que, na verdade, é o total do STFC no País). Seria então uma queda de 0,30% na base, ou 52,2 mil desconexões entre abril e maio.

Já o telefone popular perdeu, em maio, quase 10 mil assinantes, passando para 170,3 mil acessos, recuo de 5,54%. Em abril, esse serviço atendia a 180,3 mil famílias. O número de orelhões também encolheu de 857,8 mil para 856,7 mil entre abril e maio, retração de 0,12%. No total, os telefones públicos somaram 1,052 milhão de acessos, uma diminuição de 1,04% em relação ao mês anterior.

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top