OUTROS DESTAQUES
LEILÃO
American Tower e Algar vencem leilão da Cemig Telecom
quarta-feira, 08 de agosto de 2018 , 17h30

A American Tower e Algar Soluções em TIC venceram o leilão dos ativos Cemig Telecom, realizado na manhã desta quarta-feira (8). O certame ainda contou com a participação da Claro, que se credenciou, mas não apresentou nenhuma proposta. A homologação do resultado, no entanto, ainda depende da conclusão do prazo de recursos, estipulado até o dia 16 de agosto.

No lote 1, vencido pela American Tower, a  única proposta foi de R$ 571 milhões.  Aproximadamente 70% de ágio sobre o valor mínimo estipulado para o lote, que era de R$ 335,070 milhões . A empresa irá levar as redes de fibra nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Trata-se de uma mudança importante no mercado, com uma empresa administradora de infraestrutura de Torres e antenas entrando no business de redes de telecomunicações.

Para o lote 2, vencido pela Algar, o valor da proposta foi de R$ 77,89 milhões. O valor configura um ágio de aproximadamente 140% do valor mínimo estabelecido pela Cemig, que era de R$ 32,473 milhoes. Compõem o lote as redes de fibra no Ceará, Bahia,Pernambuco e Goiás. A única disputa no certame ocorreu justamente no lote 2, onde a América Tower chegou a oferecer R$ 38 milhões pelos ativos.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Comece o ano com um debate atualizado e aprofundado sobre os principais pontos da pauta política e regulatória do setor de Comunicações para o ano de 2019, as perspectivas para o novo governo e para o trabalho da Anatel, além de discussões aprofundadas sobre o modelo de regulação por incentivos e a aplicação  e implicações da Lei de Proteção de Dados para o setor de telecomunicações.

19 de fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top