OUTROS DESTAQUES
Balanço financeiro
Hispasat aumenta receita e lucro em 2017
quinta-feira, 08 de março de 2018 , 19h59

Apesar de um ano em que observou aumento da concorrência e redução de preços, a operadora espanhola de satélites Hispasat obteve crescimentos de receita e lucro durante o exercício fiscal de 2017, de acordo com balanço financeiro divulgado pela companhia nesta quinta-feira, 8.

A receita total foi de 235,1 milhões, avanço de 2,7% em relação a 2016. Porém, a receita por capacidade espacial caiu 2,97%, totalizando 218,8 milhões de euros "devido à complicada situação do mercado satelital, mergulhado em uma vertiginosa mudança de paradigmas, com um excesso de oferta que pressiona os preços para baixo e uma forte concorrência de outras tecnologias". Também houve impacto negativo por conta de atraso no lançamento de satélites, o que impediu a comercialização da capacidade como previsto. Na divisão de ganhos por capacidade espacial, 36,4% veio da Europa, 62,7% do mercado americano e 0,98% de demais regiões.

A empresa obteve 80,5 milhões de euros de lucro líquido em 2017, o que significa um aumento de 220%. A razão para o crescimento é que "despesas extraordinárias e a situação adversa da sociedade investida Hisdesat impactaram negativamente as contas da companhia" em 2016.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBTIDA) cresceu 9,4% e totalizou 192,1 milhões de euros no ano, enquanto a margem EBTIDA aumentou cinco pontos e encerrou o ano em 81,7%. A Hispasat diz que o avanço ocorreu "em grande parte" devido ao "controle rígido na gestão de despesas operacionais", que obteve economia de 10 milhões de euros, ou 19% das economias consolidadas. Desconsiderando despesas extraordinárias em 2016, a empresa obteve 2,4 milhões de euros a menos nos custos operacionais, 5,5% a menos que em 2016.

Os investimentos em 2017 totalizaram 115,1 milhões de euros e foram destinados aos programas satelitais, além de projetos de inovação (em satélites, produtos e serviços). Trata-se de uma redução de 31,4% em comparação anual por conta da lentidão do ritmo pela finalização da fase atual de crescimento da frota, culminada com o satélite Hispasat 30W-6. Consequentemente, o endividamento da companhia diminuiu e ficou equivalente a 1,88x a relação dívida líquida/EBTIDA.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top