OUTROS DESTAQUES
TELEFONIA FIXA
Telefonia fixa tem redução em janeiro
sexta-feira, 02 de março de 2018 , 16h42 | POR REDAÇÃO

O serviço de telefonia fixa registrou um total de 40,7 milhões de linhas em operação em janeiro de 2018. Segundo levantamento a Anatel, na comparação com dezembro de 2017, houve redução de 68,3 mil de linhas no país (equivalente à diminuição de 0,17%) e nos últimos 12 meses, o recuo foi de 2,75%, ou 1,2 milhão de desconexões. Os dados da agência também apontam que em janeiro de 2018, as empresas autorizadas do serviço de telefonia fixa registraram 17,1 milhões de linhas, e as concessionárias 23,5 milhões. Na comparação com dezembro do ano passado, as autorizadas tiveram um aumento de 26,1 mil linhas (0,15%) e as concessionárias redução de 94,4 mil (queda de 0,40%). Já em relação a janeiro de 2017, os dois grupos apresentaram queda, menos 54,5 mil (0,32%) e menos 1,1 milhão (4,4%) respectivamente.

Como autorizada, a TIM liderou o crescimento, aumento de 54,9 mil linhas fixas (avanço de 8,12%), no primeiro mês de 2018, em comparação a dezembro de 2017. A Algar Telecom registrou mais 7,4 mil (2,21%) e a Oi mais 1,1 mil (0,66%). A maiores reduções ocorreram na Claro, menos de 32,6 mil (recuo de 0,30%) e na Vivo, menos 6,6 mil linhas (0,14%).  Entre as concessionárias, a Algar foi a única que apresentou aumento, 1,8 mil novas linhas (0,24%). A Oi teve queda de 0,55% (73,3 mil linhas a menos), seguida da Vivo com diminuição de 0,23% (menos 21,9 mil), e da Sercomtel, com recuo de 0,56% (mil desconexões), na comparação entre os dois períodos.

Nos últimos 24 meses, entre as autorizadas, a Algar apresentou o maior aumento de linhas fixas em operação, com 89,3 mil adições líquidas (crescimento de 35,37%); seguida pela TIM, com mais 46,1 mil (6,73%); e Vivo, com 13,6 mil adições (0,29%). As maiores reduções ocorreram na Claro, com menos 213,8 mil linhas (recuo de 1,93%); na Cabo, menos 0,7 mil (1,89%); e na BT, também menos 0,7 mil (14,22%). Entre as concessionárias, apresentaram crescimento: a Algar com 22,6 mil unidades (avanço de 3,07%) e a Claro com 0,1 mil (5,76%). As reduções foram registradas na Oi, menos 864,8 mil linhas (6,12%); na Vivo, menos 249,5 mil linhas (2,60%); e na Sercomtel, menos 4,5 mil (2,55%).

Dados por estados

Na variação entre janeiro de 2018 e dezembro de 2017, houve redução das linhas da telefonia fixa na maioria dos estados brasileiros. As autorizadas registraram as maiores reduções em Minas Gerais, menos 4,8 mil linhas (0,35%), Paraná, menos de 1,5 mil (0,09%), e Rio Grande do Sul, menos 1,1 mil (0,09%). No entanto, destaca-se o crescimento do Rio de Janeiro, mais 17,9 mil (0,87%), e de São Paulo, mais 14,0 mil (0,24%). Entre as concessionárias, as maiores reduções foram em São Paulo, menos 21,9 mil linhas (0,23%); Rio de Janeiro, menos 20,9 mil (0,77%); e Minas Gerais, menos 8,6 mil linhas (0,35%).

Na comparação entre janeiro de 2018 e janeiro de 2017, os estados de Santa Catarina, com incremento de 45,3 mil linhas fixas (6,43%); Paraná, mais 42,5 mil (2,77%); e Rio Grande do Sul, mais 27,2 mil (2,29%), lideraram o crescimento das linhas de prestadoras autorizadas. Destaque para Rondônia, que com a entrada de 2,5 mil acessos registrou crescimento de 16,0%. Nas concessionárias, todos os estados apresentaram redução.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Jose Dugo disse:

    Se as operadoras não agregaram banda fixa adeus linha fixa, a VIVO por exemplo em vários locais não tem disponibilidade de internet fixa somente VOZ. Lamentável.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

As publicações TI Inside, especializada no universo das Tecnologias a Informação, e TELETIME, foçada no mercado de telecomunicações, juntam forças para trazer um evento voltado para o universo da transformação digital e a exploração da nova fronteira dentro das empresas de telecom: a análise de dados gerados a partir das redes, o desenvolvimento de novos serviços inteligentes e as novas plataformas de relacionamento. Um evento voltado para empresas de telecomunicações e provedores de serviços e soluções de cloud, big data aplicado a telecom, analytics, customer experience, SDN e NFV

19 de setembro
Hotel Pulmann, SP, Brasil
EVENTOS

As publicações TI Inside, especializada no universo das Tecnologias a Informação, e TELETIME, foçada no mercado de telecomunicações, juntam forças para trazer um evento voltado para o universo da transformação digital e a exploração da nova fronteira dentro das empresas de telecom: a análise de dados gerados a partir das redes, o desenvolvimento de novos serviços inteligentes e as novas plataformas de relacionamento. Um evento voltado para empresas de telecomunicações e provedores de serviços e soluções de cloud, big data aplicado a telecom, analytics, customer experience, SDN e NFV

19 de setembro
Hotel Pulmann, SP, Brasil
Top