Publicidade
Início Newsletter Cade aceita TelComp como parte interessada na análise da venda da Oi...

Cade aceita TelComp como parte interessada na análise da venda da Oi Móvel

Foto: Pixabay

[Publicado no Mobile Time] Depois de denunciar que a divisão dos ativos móveis da Oi por apenas três das grandes operadoras poderia abalar gravemente a concorrência no mercado de telecom no País, a TelComp foi ouvida pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). A entidade anunciou nesta quinta-feira, 29, que aceita o pedido da associação e de outras empresas para participarem do processo.

De acordo com a nota técnica do Conselho, “dados os argumentos trazidos pela TelComp, constata-se que ela se enquadra como terceira titular de direitos ou interesses que possam ser afetados pela decisão a ser adotada pelo Cade”.

Entre os argumentos colocados pela TelComp estão: concentração maior de espectro nas mãos das três principais operadoras (Claro, TIM e Vivo), diminuindo ainda mais a operação das MVNOs; dificuldade do consumidor de escolher seu prestador de serviços; piora da qualidade; problemas para pequenas prestadoras entrarem no mercado, especialmente em regiões de difícil acesso.

Notícias relacionadas

“A decisão é um reconhecimento dos nossos argumentos, que são sólidos, por parte do órgão regulador. Como cidadãos, deveríamos todos sempre defender um ambiente de concorrência saudável, o que gera serviços com mais qualidade, preços melhores, inovação constante. Não preciso dizer o quanto um cartel ou um oligopólio é prejudicial para a sociedade como um todo”, afirmou Luiz Henrique Barbosa, presidente da TelComp.

Na mesma análise do Cade estavam também os pedidos da Algar, Neo, Sercomtel e Idec, todos deferidos.

1 COMENTÁRIO

  1. Só um comentário. Estas empresas apresentaram alguma proposta de compra pela parte de telecom, oferecida pela Oi ao mercado?

    Se não querem monopólio (que nem existe neste caso) já que são três empresas comprando uma parte de telefonia que NÃO INTERESSA mais à companhia (o negócio não interessa mais) então pra reclamar espera-se (no mínimo) que os reclamantes queiram comprar…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile