Publicidade
Início Newsletter Telefónica faz parceria com Microsoft para incorporar IA generativa ao Kernel

Telefónica faz parceria com Microsoft para incorporar IA generativa ao Kernel

Diretor digital da Telefónica, Chema Alonso. Imagem: Divulgação/Telefónica

A Telefónica (dona da operadora Vivo) anunciou uma parceria com a Microsoft para integrar o Azure AI Studio ao sistema operacional Telefónica Kernel 2.0. De acordo com a tele, a incorporação vai permitir ampliar os recursos do Kernel com a aplicação da Inteligência Artificial generativa aos principais fluxos de trabalho.

A parceria foi anunciada nesta segunda-feira, 26, durante o Mobile World Congress (MWC) 2024, em Barcelona. A estratégia , explicou o grupo, é antecipar os desafios futuros com a integração da tecnologia ao Kernel, considerado o “coração digital” da Telefónica.

O recurso foi apresentado pela primeira vez em 2017 e é a base do ecossistema digital da tele espanhola. É nele que a empresa desenvolve novos produtos e serviços. A plataforma foi projetada para trabalhar com gestão de identidade, dados, aplicativos e privacidade, fornecendo informação padronizada e unificada necessária para operar aplicações, serviços, plataformas e canais de comunicação com clientes. Além disso, possui um gateway de pagamento integrado e a Aura, assistente digital de IA da Telefónica.

Notícias relacionadas

A Telefónica informou que observou o “boom” que a IA generativa teve no ano passado, em especial dos avanços alcançados pelo Large Language Model ou Small Language Model (LLM, SLM). São esses os algoritmos responsáveis por transformar ou gerar textos a partir de solicitações expressas em linguagem natural (prompt). O modelo é treinado com volume expressivo de dados textuais para aprender padrões e gerar dados coerentes e realistas.

Com a extensão do fluxo de trabalhos do Kernel pelo Azure AI Studio, os cientistas de dados da Telefónica poderão acessar os recursos digitais do Kernel de maneira facilitada. Ou seja, eles serão capazes de usar capacidades generativas de IA no modo LLM ou SLM, tanto para modelos comerciais quanto para desenvolvimentos internos. Sobre privacidade, a Telefónica informou que a implementação multiplataforma do Kernel 2.0 garante que ninguém possa acessar os dados sem a base legal apropriada.

 “O campo da IA generativa experimentou um crescimento significativo, mas também surgiram questões de privacidade. A abordagem Privacy-by-Design da Telefónica, implementada através do Kernel, garante a privacidade de nossos clientes enquanto aproveitando LLM e SLM. Nossa parceria com a Microsoft facilitará ainda mais a integração dos fluxos de trabalho de dados do Kernel, permitindo o desenvolvimento de IA eficiente e focado na privacidade”, disse o diretor digital da Telefónica, Chema Alonso.

“A IA está abrindo enormes novas oportunidades de crescimento para as operadoras. A integração da IA generativa no Kernel da Telefónica é um excelente exemplo disso – ao criar uma plataforma de IA centralizada, eles serão capazes de impulsionar a transformação completa dos negócios e aplicar a IA em escala a todas as funções da organização”, completou o presidente de missões estratégicas e tecnologia da Microsoft, Jason Zander.

Open Gateway

Além disso, a Microsoft anunciou que a Telefónica será uma das operadoras incluídas no serviço Azure Programmable Connectivity (APC), como parte do seu compromisso com o Open Gateway, o projeto global liderado pela GSMA para padronização e cooperação para desenvolvimento de interfaces de redes abertas.

O serviço simplifica o acesso do desenvolvedor às APIs da rede da operadora, facilitando aos desenvolvedores a criação de aplicativos móveis nativos da nuvem que interagem com a inteligência da rede. Lançado no MWC Barcelona 2023, o APC está agora disponível como uma prévia pública com diversas APIs, incluindo verificação de número, troca de SIM e serviços de localização.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile