Para João Rezende, mercado de TV paga vive "praticamente um duopólio" entre Net e Sky

Para o presidente da Anatel, João Rezende, o mercado de TV por assinatura é hoje o único setor regulado pela agência em que há um problema concorrencial. Segundo Rezende, o setor vive "praticamente um duopólio entre (o grupo) América Móvil e a Sky". Essa situação, segundo ele, decorre do comportamento do mercado depois da mudança na legislação do Serviço de Acesso Condicionado (SeAC) e também restrições em relação a conteúdos. "Existem questões de restrição em relação a preços de conteúdo, mas é importante e fundamental que haja mais espaço na competição do mercado de TV por assinatura", disse Rezende. Ele disse que não cabe à Anatel regular sobre essas questões de conteúdo, e voltou a provocar a Ancine nesse sentido. "Essa é uma questão que a Ancine deve atuar e nós podemos dar o suporte necessário", disse ele.

Nos demais serviços, segundo João Rezende, o nível de competição é satisfatório e está na média de outros mercados competitivos. "Hoje temos um índice de competição similar ao de um mercado como o do Reino Unido", disse ele. "A Anatel está satisfeita com o atual quadro de competição no mercado brasileiro, exceto em aspectos mais pontuais. Não vemos com bons olhos uma maior concentração do mercado, nesse momento", disse Rezende, destacando o papel que o Sistema de Negociação de Ofertas de Atacado (SNOA) na ampliação da oferta de serviços no atacado e a redução dos valores de Exploração Industrial de Linhas Dedicadas (EILD). Rezende deu as declarações nesta terça, dia 24, em evento realizado pela Momento Editorial, em Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.