Publicidade
Início Newsletter Estados Unidos autorizam sistemas de coordenação automática no 6 GHz

Estados Unidos autorizam sistemas de coordenação automática no 6 GHz

Sinergia
Imagem: Rawpixel/Freepik

A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) aprovou sete players – entre eles, a Wireless Broadband Alliance (WBA) -como operadores do AFC, a tecnologia de coordenação automática de frequência que é considerada vital para o futuro da faixa de 6 GHz.

As entidades são: Qualcomm; Broadcom; Wi-Fi Alliance (WFA); WBA; Sony; Federated Wireless; e Comsearch.

No caso da WBA, o aval ocorreu após quatro anos de desenvolvimento e testes (laboratoriais e públicos) com as partes interessadas. A decisão é considerada importante para a entidade, que atua na promoção de iniciativas voltadas a serviços de WiFi. No Brasil, a Abrint tem se movimentado para operar sistema AFC do gênero.

Notícias relacionadas

A tecnologia AFC é um sistema automatizado criado para gerenciar o uso eficiente do espectro de radiofrequência. Ou seja, é responsável por criar harmonia entre diferentes serviços, de modo que não haja interferência nos sinais para os usuários. No caso da faixa de 6 GHz, a tecnologia desempenha papel importante no gerenciamento planejado para o espectro, inclusive para possível uso outdoor.

Em resumo, o AFC permite o uso em potência padrão por dispositivos como WiFi 6E e 7, além de pontos de acesso. Ao mesmo tempo, também protege o funcionamento de tecnologias estabelecidas que já utilizam o espectro – como acesso fixo sem fio (FWA) e links de operadoras móveis ponto a ponto.

Sobre funcionamento, o AFC opera a alocação (em tempo real e de forma automática) do canal e a intensidade de potência que um dispositivo pode usar. Para isso, essa tecnologia utiliza solicitações feitas pelos operadores AFC, encaminhando-as a um banco de dados centralizado de espectro.

Segundo a WBA, a base de dados terá conhecimento dos canais disponíveis, de outros operadores próximos, e “garantirá o cumprimento das regras estabelecidas pelos reguladores de um país”, garantindo a atribuição independente da utilização do espectro.

“A colaboração no OpenAFC tem sido fundamental no desenvolvimento da nossa plataforma AFC. A WBA tem trabalhado com seus membros há mais de quatro anos para tornar realidade nossa visão de combinar WiFi 6E, 7 e 6 GHZ e AFC, já que o AFC é um componente crítico para o uso em potência padrão em 6Ghz”, disse o CEO e presidente da WBA, Tiago Rodrigues.

A WBA continuará a defender a implantação desses padrões globalmente e incentivamos todas as operadoras de telecomunicações e fornecedores de WiFi a se envolverem na implantação do AFC para maximizar os benefícios do uso do novo espectro na banda de 6 Ghz”, completou.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile