Após anomalia, SES transfere capacidade de satélite

A operadora de satélites SES começou o processo de transferência de capacidade do satélite AMC-9 após a apresentação de uma "anomalia significativa". O incidente aconteceu no último sábado, 17, obrigando a empresa a agir de forma imediata para notificar os clientes e transferir os serviços para minimizar a interrupção. Em comunicado nesta segunda-feira, 19, a empresa não detalhou como está realizando a transferência, mas afirma que está trabalhando de perto com a fabricante do satélite, a Alcatel/Thales, para estabelecer a causa da anormalidade e avaliar as opções de recuperação.

Enquanto o impacto total da anomalia nos serviços ainda não foi medido, caso o AMC-9 seja totalmente perdido, a SES espera um impacto de 20 milhões de euros na receita anual. Além disso, espera precisar efetuar pagamento de 38 milhões de euros em multa pela deficiência. O satélite provê capacidade em banda C e Ku para os Estados Unidos e México e foi lançado em 2003. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.