Quatro empresas participarão do leilão de satélites

Quatro empresas apresentaram propostas nesta terça-feira, 19  para as quatro posições orbitais que serão leiloadas pela Anatel na próxima terça-feira, 26. Preço alto – o lance mínimo subiu mais de 221% em relação à licitação do ano anterior – foi o principal fator para a baixa participação, avaliaram os empresários.

Notícias relacionadas
Foram credenciadas para participar do leilão a espanhola Hispamar, a francesa Eutelsat, a canadense Telesat e a empresa de Abu Dabi Star Satellite Comunications Company, que desde o ano passado tenta entrar no mercado brasileiro. Ou seja, haverá espaço para todas as concorrentes.

Segundo a vice-presidente da Comissão Especial de Licitação, Vania Maria da Silva, o número de proponentes igual ao número de posições orbitais não significa que faltará disputa. Ela lembra que cada empresa pode participar da licitação de até duas posições.

Vania disse que a participação menor de empresas não surpreendeu. Ela afirmou que a ideia de fazer esse leilão foi de atender os proponentes não contemplados na licitação do ano passado. Porém, duas empresas que adquiriram o direito de explorar satélites brasileiros em 2014 – a Hispamar e a Eutelsat – vão concorrer de novo por novas posições.

O preço mínimo por posição é de R$ 27 milhões, ante os R$ 12,2 milhões cobrados na licitação anterior. A expectativa dos participantes é de que o ágio por posição seja menor que o do leilão anterior, que chegou a 213,4% na média. Todos os direitos de exploração correspondem a 15 anos, prorrogáveis por igual período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.