Unicel não consegue decolar

Quarta operadora de telefonia móvel na região metropolitana de São Paulo, a Unicel ainda não conseguiu decolar. A direção da empresa planejava lançar seus serviços até setembro do ano passado, a tempo de aproveitar o superaquecimento das vendas de Natal. Seu prazo real para iniciar as operações é de 12 meses, a partir da assinatura do termo de autorização. No caso da banda E, a operadora assinou o Termo de Autorização da Anatel em junho de 2007. A empresa adquiriu faixa de extensão em 900 MHz (2,5 + 2,5 MHz) para os 63 municípios da área 011, em complemento à faixa de 1.800 MHz (15 + 15 MHz) que já detém. Acontece que não há notícia de lançamento de qualquer operação até agora. Há rumores no mercado de que a direção da operadora não teria obtido meios para garantir a tomada de recursos necessária para financiar a operação junto aos fornecedores de infra-estrutura. A direção da Unicel foi procurada por este noticiário, mas não quis se manifestar sobre o assunto.
Os investimentos necessários à primeira etapa da operação estavam estimados em US$ 150 milhões, no ano passado. Falava-se, então, na possível entrada de sócios na estrutura acionária da start up. A empresa negociava a participação de investidores nacionais, que se aliariam ao empresário Edward Jordan, dono da EBJ Oito Participações, que representava um grupo de investidores norte-americanos interessados em financiar a operação. Comentou-se à época até a entrada da Gol no investimento, mas o assunto foi encerrado. Sabe-se que ao longo do ano passado a Unicel encontrou dificuldades inclusive para a contratação de executivos.
Na última quarta-feira, 16, a TIM perdeu o direito de usar as faixas de 900 MHz que arrematou no leilão de sobras do SMP, ao vencer o lote 38 da disputa (interior paulista). Independentemente do processo iniciado pela Claro que levou a tal desfecho, a notícia poderá ser boa para a Unicel. A Anatel decidiu que vai rever a proposta da startup para esse lote, o que poderá garantir-lhe a substituição à TIM, caso seu lance atinja o preço mínimo do lote. Mas se os rumores desta quinta-feira tiverem fundamento, a Unicel enfrentará um dilema: como obter o funding necessário para reter o tão almejado lote.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.