Claro diz que não quer adiamento no leilão de 4G

A Claro enviou comunicado à imprensa manifestando-se "contra a possibilidade de se mudar o leilão previsto pela Anatel para permitir a chegada da tecnologia 4G ao País". Aparentemente, a manifestação é em resposta à TIM, que sugeriu adiamento do leilão de 2,5 GHz. Segundo o comunicado da Claro, o planejamento da operadora foi feito com base no cronograma já divulgado pela Anatel, organizou-se dentro do planejamento previsto pela agência reguladora. "É do conhecimento de todos as datas determinadas para a licitação. Como empresa do grupo América Móvil, que investirá até 2012 R$ 10 bilhões no País, a Claro tem a certeza que um eventual adiamento traria prejuízos no momento em que nos preparamos para as exigências de eventos da magnitude de uma Copa do Mundo e de uma Olimpíada. Antecedendo ao calendário que mostrará o Brasil ao mundo, temos, porém, o compromisso de não negar aos brasileiros o acesso ao que existe de mais moderno no mundo das telecomunicações. Não existe antagonismo entre democratização do acesso à banda larga e a chegada do 4G. A questão toda é de investimento e a Claro renova sua aposta no Brasil com investimentos e inovação", diz a operadora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.