Publicidade
Início Newsletter Qualcomm e Iridium encerram aliança para conexão satélite-celular

Qualcomm e Iridium encerram aliança para conexão satélite-celular

Foto: Iridium

Apenas 11 meses após a operadora de satélites Iridium e a fabricante Qualcomm anunciarem parceria para comunicação via satélite em smartphones, começando por modelos com sistema Android, o contrato será encerrado a partir do dia 3 de dezembro.

De acordo com a Iridium, o rompimento foi motivado pela baixa adesão por parte do mercado no serviço de mensagens emergenciais via satélite. Mesmo com o apontado êxito no desenvolvimento tecnológico da solução, fabricantes de smartphone não implementaram a tecnologia, afirma a operadora de satélites.

Foi por isso que no dia 3 de novembro a Qualcomm notificou a companhia de satélites sobre o desejo de rescindir os acordos. Embora eu esteja desapontado pela parceria não ter dado frutos agora, acreditamos que a direção da indústria é clara no sentido de aumentar a conectividade via satélite em dispositivos de consumo”, explicou o CEO da Iridium, Matt Desch, citando movimento liderado pela Apple.

Notícias relacionadas

Em comunicado, a operadora de satélites informou que a rescisão desses acordos não afeta a orientação financeira da companhia para o ano de 2023. Ou seja, a Iridium mantém a previsão de US$ 1 bilhão em receita anual de serviço até 2030, com suposta geração de US$ 3 bilhões em retornos para acionistas até o fim desta década.

Como fica agora

Como indicado por Desch, a saída de uma das principais fabricantes de chips para smartphones do mundo, a Qualcomm, não acaba com os planos para levar a conexão via satélite para o universo dos dispositivos de consumo no futuro. Com o fim da parceria em dezembro, a Iridium fica livre para se envolver novamente com fabricantes de celular, chips e até desenvolvedores. A marca disse que irá buscar por isso.

“As empresas que optarem por adotar uma solução Iridium hoje terão certeza de serviço de longo prazo e poderão se envolver no planejamento de desenvolvimento de serviços de rede não terrestre de banda estreita da Iridium”, afirmou a empresa. A constelação de baixa órbita da operadora tem 66 satélites operacionais e 14 reservas, operando em banda L, com aplicação fundamentalmente voltada a voz e serviços de mensagens.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile