Controladora da Nextel registra prejuízo de US$ 172,3 milhões no ano

O período de julho a setembro foi extremamente complicado para a NII Holdings, controladora da Nextel no Brasil. O relatório financeiro trimestral mostrou a companhia com queda nos principais indicadores no braço brasileiro, incluindo diminuição no lucro operacional e na receita operacional. Com o fraco desempenho do maior mercado da empresa, a controladora acabou por registrar uma grande queda na receita operacional e um prejuízo líquido de US$ 172,3 milhões no acumulado dos nove meses de 2012.

A Nextel Brasil teve redução de 24% na receita operacional, totalizando US$ 693,2 milhões no trimestre. No acúmulo do ano, a queda foi de 16,6%, totalizando US$ 2,230 bilhões. Ainda assim, trata-se da maior receita da NII Holdings, respondendo por quase a metade (48,26%) do total. O lucro operacional também mostrou forte queda: 58,3% na comparação de trimestres, totalizando US$ 66,8 milhões no 3T12. Nos nove meses encerrados em setembro, o total foi de US$ 308,6 milhões, recuo de 46,27%.

A base de assinantes no Brasil teve 92 mil desativações no trimestre, que fez o churn saltar de 1,64% em 2011 para 2,89% em 2012. A base atual da empresa é de 4,138 milhões de acessos no País. As medidas da empresa para o próximo trimestre são justamente para diminuir ainda mais esse número, eliminando ao menos 350 mil assinantes "pouco lucrativos" para a operadora, então a empresa espera que o churn cresça ainda mais mesmo com a prometida (e complicada) implementação da própria rede 3G em algumas cidades como São Paulo e Rio de Janeiro até o final do ano.

A ARPU da Nextel no Brasil sofreu queda de mais de 31%, chegando a US$ 46 em setembro.

NII Holdings

Como o maior mercado da companhia norte-americana, a fraca performance no braço brasileiro afetou os números gerais da NII Holdings. A receita operacional, que combina as receitas de serviços, handsets e acessórios, observou um total de US$ 1,491 bilhão, queda acentuada de 17,5% no trimestre em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação do acúmulo de janeiro a setembro, a queda foi menor ainda que expressiva, com pouco mais de 10% e totalizando US$ 4,620 bilhões.

A empresa está com um prejuízo líquido de US$ 82,4 milhões no trimestre, contra a perda de apenas US$ 300 mil no mesmo período de 2011. Nos nove meses do ano, a empresa está com prejuízo de US$ 172,3 milhões, cenário completamente diferente do ano passado, quando acumulava US$ 222 milhões de lucro líquido no mesmo período. O lucro operacional também caiu: 85%, terminando o mês de setembro com US$ 32,5 milhões. No acúmulo do ano de 2012 inteiro, a empresa registrou lucro de US$ 256,1 milhões, recuo de 68,17% em comparação com o mesmo período do ano passado e cerca de 40 milhões a mais do que somente os três meses de julho a setembro de 2011.

A base total de assinantes cresceu 152,5 mil no trimestre (bem menos do que em 2011, quando aumentou 433,3 mil), fechando setembro com 11,357 milhões de acessos no mundo. Mas o churn também aumentou, registrando 2,65% neste ano contra 1,78% em 2011. O ARPU caiu de US$ 49 no ano passado para US$ 37 agora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.