Confirmado: Bernabè deixa a Telecom Italia

Os rumores do fim da semana passada se confirmaram. Franco Bernabè renunciou ao posto de charmain da Telecom Italia durante reunião do conselho de administração nesta quinta, 3.

Em um comunicado oficial curto, o board da Telecom Italia confirmou o recebimento do pedido de demissão de Bernabè e limitou-se a agradecer ao executivo, que comandava a holding italiana desde 2008, por sua "dedicação". Um outro comunicado deve ser emitido após o término da reunião, que ainda estava em andamento.

A demissão de Bernabè reflete a falta apoio dos membros do conselho ao plano de recapitalização da Telecom Italia que o executivo pretendia colocar em prática. Bernabè queria os acionistas aportassem mais cerca de 5 bilhões de euros. Além da resistência dos acionistas Telco (Telefónica, Intesa SanPaolo, Mediobanca e Generali), os demais acionistas não apoiaram seu plano de revitalizar a Telecom Italia e o governo italiano falhou também em lhe dar apoio político para impedir que a Telefónica assumisse o controle da Telecom Italia. Notadamente, Bernabè se mostrou contrário não apenas a deixar o futuro da Telecom Italia nas mãos dos espanhóis, mas também era contra a venda da subsidiária brasileira TIM.

Sem um novo aporte de capital, a Telecom Italia deve se desfazer de alguns ativos, como suas torres, e cortar custos, inclusive com demissões, para tentar reduzir seu endividamento de 29 bilhões de euros ao final de junho. A venda da TIM Brasil também se torna mais plausível agora. Uma vez que a Telefónica assuma o controle da Telecom Italia, poderia se ver obrigada a vender a TIM Brasil porque a regulamentação brasileira não permite sobreposição de licenças de telefonia móvel de um mesmo grupo econômico e há um teto para a quantidade de espectro por operadora.

A amigos, Bernabè teria dito: "Não posso assistir à destruição completa da Telecom Italia. Eu vou embora." Ainda não há um substituto para ocupar o posto deixado por Bernabè. O nome que tem sido cotado para substituir o executivo como chairman da Telecom Italia é Massimo Sarmi, atual CEO do Poste Italiane (os correios da Itália). Marco Patuano continuaria como CEO da holding.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.