OUTROS DESTAQUES
Mobile marketing
Investimento em publicidade móvel crescerá 110% no Brasil este ano
segunda-feira, 28 de Março de 2016 , 20h08

Em meio à crise econômica vivida pelo Brasil, pelo menos um segmento dentro da indústria móvel não pode reclamar. Este ano a receita com publicidade móvel crescerá 110% no Brasil, alcançando US$ 887,7 milhões, ou 29,8% de todo o faturamento em publicidade digital no País em 2016. Se comparado com o gasto total com publicidade, somando mídia online e offline, o mobile responderá por uma participação de 6%, quase o dobro do ano passado, quando foi de 3,2%. Os números fazem parte de um novo relatório da eMarketer.

O crescimento em três dígitos será puxado pelos Jogos Olímpicos, preveem os analistas do eMarketer, tal como aconteceu em 2014 na Copa do Mundo. O avanço do mobile voltará a dois dígitos a partir de 2017, informam no relatório. A projeção da eMarketer é de que o mobile representará 19,1% do total investido em publicidade no Brasil em 2020.

México e Argentina

O México está à frente do Brasil no que diz respeito à proporção do mobile sobre o bolo publicitário total. Lá, neste ano, as mídias móveis responderão por 41,7% do investimento em publicidade digital e por 10,1% do investimento total em publicidade. Ao todo, marcas gastarão US$ 495,9 milhões em mobile advertising no México em 2016, o que representará um crescimento de 51,2% em relação ao ano passado.

Por sua vez, na Argentina, o investimento em mobile advertising vai mais que dobrar este ano, alcançando US$ 218,6 milhões, ou 4% do total gasto em publicidade naquele país.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top