OUTROS DESTAQUES
Mercado
Ações da Telebras caem para menos de R$ 1 e negociações dos papéis podem ser suspensas
segunda-feira, 26 de outubro de 2015 , 17h56

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ameaça penalizar a Telebras e deixar de negociar as ações da estatal, caso não atenda ao regulamento da entidade. Isto porque, os papéis da empresa estão sendo negociados com valor abaixo de R$ 1, o que configura descumprimento da regra do órgão.

Em ofício enviado ao presidente da Telebras e publicado nesta segunda-feira, 26, no Diário Oficial da União, a CVM reproduz a informação que da BM&FBovespa de que no período entre 18 de agosto e 29 de setembro, as ações de emissão da companhia permaneceram cotadas abaixo de R$1 por unidade. Além disso, a estatal pode também ser multada.

Para resolver a pendência, a CVM determina que a Telebras divulgue ao mercado o recebimento desta notificação, informando o seu teor até o dia 23 de outubro; divulgue ao mercado os procedimentos e o cronograma adotado para enquadrar a cotação das ações de sua emissão, até o dia 6 de novembro; e tome as medidas cabíveis para enquadrar a cotação de suas ações acima de R$ 1 até a data da assembleia geral ordinária que deliberar sobre as demonstrações financeiras do exercício de 2015, observado o prazo legal.

No ofício, a CVM recomenda que a Telebras consulte as orientações da BM&FBovespa sobre o grupamento de ações, "uma das medidas indicadas para o enquadramento das cotações das ações". Caso não sejam tomadas as medidas cabíveis no prazo mencionado, a bolsa determinará a suspensão da negociação dos referidos valores mobiliários, diz a CVM.

A Telebras informou que o tema será tratado em reunião do Conselho de Administração da estatal, marcada para quarta-feira, 28, em São Paulo. A companhia atribuiu a queda nos preços das ações à constantes desvalorizações dos papéis comercializados, principalmente das empresas estatais.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top