OUTROS DESTAQUES
Competição
Embratel é autorizada a abrir data room para processo de venda
quarta-feira, 10 de Março de 2004 , 20h03 | POR REDAÇÃO

A Embratel recebeu autorização para abrir o data room (sala de dados sobre a empresa) para os interessados na compra do seu controle acionário, informou nesta quarta-feira, 10, o vice-presidente de finanças da empresa, Norbert Glatt, em encontro com analistas e investidores de mercado em São Paulo. Em resposta a uma pergunta sobre o processo de venda, Glatt disse que acabara justamente de ser informado pela Anatel e MCI que o data room poderia ser aberto.
A Anatel confirma que o superintendente de serviços públicos, Marcos Bafutto, enviou correspondência no dia 4 de março a Jorge Rodriguez (presidente da Embratel) autorizando-o a dar prosseguimento ao processo de venda da empresa. A carta ressalta ainda que cabe à Embratel avaliar quais dados seriam abertos ou não em função dos potenciais riscos à concorrência.
Fonte bem situada assegura, no entanto, que o acesso continua interditado para o consórcio formado pela Telefônica, Telemar e Brasil Telecom, interessado na compra.
A Anatel havia proibido no início de fevereiro a abertura do data room antes que tivesse conhecimento dos dados que seriam divulgados, numa tentativa de evitar que informações estratégicas da operadora fossem absorvidas pelos concorrentes, prejudicando a competição.
A aproximação do negócio ? a entrega das propostas está marcada em princípio para sexta-feira que vem, dia 12 ? apenas aguça as trocas de ações preferenciais por nominativas da Embratel. Certos de que os preferencialistas não vão ganhar nada com o negócio, os investidores tratam de se desfazer das suas PN, buscando comprar ON, com direito a 80% do preço oferecido pelos futuros controladores. Nesta quarta-feira, as PN caíram mais 2,62%, fechando a R$ 8,19 e as ON em alta de 2,48%, cotadas a R$ 14,90. Assim, as ON estão quase 82% mais valorizadas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top