OUTROS DESTAQUES
Agências reguladoras
Entidades do audiovisual manifestam apoio a Fernanda Farah para a diretoria da Ancine
segunda-feira, 09 de abril de 2018 , 23h02

Um conjunto de 20 entidades do setor audiovisual manifestou apoio à indicação da servidora do BNDES, Fernanda Farah de Abreu Zorman, para a diretoria colegiada da Ancine. O nome de Fernanda Farah está na Casa Civil, com a indicação de apoio do ministro da Cultura Sérgio Sá Leitão. É a segunda vez que Fernanda Farah tem seu nome colocado para a posição. No ano passado o nome chegou a ser enviado ao Senado mas foi retirado por questões relativas à burocracia do BNDES. Ela concorre com outro nome, também colocado para a Secretaria de Governo e para o Planalto com apoio da deputada Soraya Santos (PR/RJ): o do servidor da Ancine Selmo Kaufmann.

As entidades que manifestaram apoio a Fernanda Farah foram Adibra (que congrega distribuidores); ABTA (representante das empresas de TV por assinatura); CONNE (produtores audiovisuais do Norte-Nordeste), Abragames (associação da indústria de games), Fames (Fórum do Audiovisual dos estados de MG, ES, PR, SC e RS, que congrega os sindicatos da indústria audiovisual destes estados mais a Fundacine do Rio Grande do Sul), Hub XRBR e EraTransmídia (representantes dos setores de realidade aumentada e realidade virtual); Abratel (associação de radiodifusores, inclusive a Record), Bravi (que representa produtores independentes); Feneec (Federação Nacional dos Exibidores); Uninfra (União Nacional de Infraestrutura Cinematográfica); Siaesp (Sindicado da Indústria Audiovisual de São Paulo); Sicav (Sindicato Interestadual da Indústria Audiovisual); e Apro (Associação Brasileira de Produção de Obras Audiovisuais). As manifestações foram enviadas entre o final de março e a semana passada. Entre os argumentos citados pelas entidades estão a experiência da servidora no setor e a necessidade de harmonização entre os elos e agentes. Pesa contra Fernanda Farah justamente o fato de ter tido o seu nome retirado em uma primeira ocasião. A vaga está aberta desde janeiro, com a saída de Roberto Lima.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top