OUTROS DESTAQUES
Tributação
Indústria de serviços lança manifesto contra reforma do PIS/Cofins
terça-feira, 08 de Maio de 2018 , 10h57

Um conjunto de associações setoriais, sindicatos, organizações e confederações da indústria de serviços (incluindo telecomunicações), publicou nesta terça-feira, 8, manifesto contra a proposta do governo Temer de reforma do PIS/Cofins. A "Mobilização Nacional Contra o Aumento do PIS/Cofins" afirma que a reforma "preocupa quem mais emprega", uma vez que seria uma ameaça de aumento de impostos. Critica ainda não haver "transparência sobre seu alcance e conteúdo", o que "desperta a apreensão sobre possíveis impactos negativos no setor de Serviços, em plena fase de criação de empregos formais".

Entre as entidades que compõem a mobilização estão Febratel, SindiTelebrasil, Feninfra, Sindisat, Abranet, OAB, Fenaert e FecomercioSP e outras. Na visão delas, o recolhimento do PIS/Cofins pelo regime cumulativo é mais compatível com atividades intensivas em mão de obra. No regime não cumulativo, argumentam, "além do aumento previsto de alíquotas, resulta em maior complexidade e burocracia".

A mobilização diz que a aprovação de uma reforma mais abrangente poderia "anular os esforços bem-sucedidos de combate à inflação, considerando seus reflexos no aumento de preços de produtos e serviços essenciais", incluindo telefonia e Internet. De acordo com as entidades, usando como fonte índices de 2013 do IPT/Fenacom, o impacto da mudança do cálculo com alíquota única de 9,25% nos serviços de telecomunicações seria de 81,62%, enquanto nos serviços de comunicação social seria de 136,35%. O aumento direto do preço final dos serviços ao consumidor seria de 3,19% e 5,45%, respectivamente.

Declaram também que a possibilidade de aumento generalizado de alíquotas para compensar a exclusão de ICMS e ISS da base de cálculo do PIS/Cofins após recente decisão do Supremo Tribunal Federal traz preocupação. Alegam que a medida afetaria os resultados das empresas, comprometendo investimentos e geração de empregos, justamente em um momento de recuperação econômica. E que o fundamental agora é focar na discussão de reformas da Previdência e tributária, visando a simplificação e a modernização do sistema tributário.

"Diante disso, entidades de diversos setores produtivos e de classes profissionais estão mobilizadas para conscientizar a população e a classe política sobre o tema, bem como abertas ao diálogo em torno de uma reforma tributária voltada ao desenvolvimento do País", diz o manifesto. "Para o Brasil crescer e gerar empregos, é preciso afastar as ameaças de aumento de impostos", concluem.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor de telecomunicações, discutirá em 2018 os rumos da indústria depois do ciclo de sucesso completado com os 20 anos da privatização do sistema estatal de telecomunicações. A realidade da Internet das Coisas, a chegada da tecnologia de 5G, a necessidade um ambiente mais flexível e dinâmico para os investimentos essenciais a esta nossa etapa e um modelo preparado para o futuro são alguns dos desafios em debate, com presença dos presidentes das principais empresas prestadoras de serviços e provedoras de tecnologias, além de autoridades, reguladores e especialistas.
Em sua edição de número 62, o Painel TELEBRASIL 2018 ganha um dia a mais de debates, com mais espaço e oportunidades para a troca de informações, relacionamento e atualização, tanto para profissionais da indústria quanto para reguladores e formuladores de políticas, que têm acesso gratuito ao evento (mediante inscrição prévia). É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas neste novo ciclo.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
EVENTOS

Evento oficial da Associação Brasileira de Empresas de Telecomunicações, o Painel TELEBRASIL, mais tradicional encontro de posicionamento do setor. É o espaço em que as principais lideranças da indústria marcam posição em relação a estratégias, tecnologias e políticas públicas.

22 de Maio a 24 de Maio
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top