Publicidade
Início Newsletter Teles caem na B3 após compra da Oi Móvel ser considerada complexa...

Teles caem na B3 após compra da Oi Móvel ser considerada complexa pelo Cade

As ações das operadoras listadas na B3 recuaram no primeiro pregão após a venda da Oi Móvel para Claro, TIM e Vivo ser considerada complexa pelo Cade, que exigiu novas diligências sobre o processo.

A maior impactada nesta segunda-feira, 26, foi a própria Oi: a tele teve queda de 6,5% em suas ações ordinárias OIBR3 (para R$ 1,15) e de 6,06% nas preferenciais OIBR4 (R$ 1,86). Na semana passada, os papéis já haviam caído 23,1% e 11,6%, respectivamente. Antes da manifestação do Cade, no acumulado do ano, a empresa já havia mostrado redução de 47,66% na OIBR3.

No caso da TIM, a ação TIMS3 recuou 2,2%, para R$ 11,55. Já a Vivo foi a menos afetada entre as operadoras na bolsa brasileira, com as ações VIVT3 caindo apenas 0,15%, para R$ 40,91 após recuperação ao longo do pregão.

Notícias relacionadas

A Claro não tem ações listadas no Brasil. Sua controladora, a América Móvil teve alta em seus papéis listados em Nova York (2,1%) e também na Bolsa Mexicana (1,49%), não refletindo as preocupações sinalizadas no Brasil.

Na última sexta-feira, o Cade declarou a venda dos ativos móveis da Oi para o trio de concorrentes como complexa e exigiu diligências adicionais após apontar preocupação concorrencial em 54 dos 67 códigos de numeração (CNs) brasileiros. Claro, TIM e Vivo acertaram a venda da Oi Móvel por R$ 16,5 bilhões e uma partilha de espectro, clientes e torres que favoreça a empresa do trio com menor market share em cada região.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile