Amazonas 1 encerra vida útil após 13 anos em operação

Após quase 13 anos de operação, o satélite Amazonas 1 chegou nesta sexta-feira, 23, ao seu último dia de vida útil. Segundo o operador espanhol de satélite Grupo Hispasat, foi iniciado o processo de deorbtiação no último dia 19, terminando nesta sexta-feira após a transmissão do último comando dado a partir do centro de controle do grupo em Arganda del Rey, na Espanha. Assim, foi completado o procedimento de desligamento do satélite.

Nesse processo, o Amazonas 1 percorreu os 300 km de distância de sua posição original, a 36 mil km da Terra, sendo enviado à "órbita cemitério", onde ficará definitivamente localizado. A prática é recomendação da União Internacional de Telecomunicações (UIT) e do Comitê de Coordenação Inter-Agências de Resíduo Espacial para quando os veículos finalizam sua vida útil.

O Amazonas 1 foi lançado no dia 5 de agosto de 2004 a partir de Baikonur, no Cazaquistão, no foguete Proton M Breeze M, da ILS. O satélite foi construído pela EADS Astrium (atual Airbus) e foi o primeiro localizado na posição orbital brasileira de 61º Oeste, sendo remanejado depois para a posição 55,5º Oeste. Apesar de um vazamento de combustível pouco após o lançamento, ele operou normalmente em mais de 25 mil transmissões em 19 países diferentes e 613 manobras em órbita.

O satélite dava cobertura a todo o continente americano, além de Europa e norte da África. Entre os principais serviços, distribuição de canais de TV e de soluções de telecomunicações como redes corporativas e aplicações em banda larga. Ele foi o quinto da frota do grupo e primeiro a ser comercializado pela Hispamar.

Em comunicado, o CTO do Grupo Hispasat, Antonio Abad, destacou que o satélite foi especial por ser o primeiro passo rumo à internacionalização da companhia.  Disse que, mesmo com o vazamento de combustível, "cumpriu a maior parte de sua vida útil, o que era impensável após aquela falha". Abad afirmou ainda que essa trajetória mostrou que o Amazonas 1 "era um satélite robusto e confiável".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.