Pesquisa de aferição do alcance da TV digital começa sexta-feira em Rio Verde (GO)

A pesquisa de aferição dos 93% de alcance da TV digital será iniciada nesta sexta-feira, 24, no município goiano de Rio Verde, que terá o sinal analógico desligado ainda este ano. A metodologia foi aprovada nesta quarta-feira, 22, na reunião mensal do Gired, grupo de implementação da digitalização da TV. O levantamento estará a cargo do Instituto Ibope que, entre os dias 10 e 19 de agosto, fará a aferição também em Brasília. A meta é desenvolver uma metodologia para aferir a cobertura de receptores com capacidade de TV digital.

Segundo o presidente do Gired, Rodrigo Zerbone, essas pesquisas-piloto servirão para validar a metodologia do levantamento, porém os resultados que serão levados em conta para autorizar o switch-off da TV analógica serão alcançados em uma segunda pesquisa, que será realizada em período mais próximo da data do desligamento. O resultado da levantamento em Rio Verde será examinado já na próxima reunião do grupo.

Distribuição

Outra decisão tomada na reunião desta semana foi a forma de distribuição dos conversores e antenas para os beneficiários do Bolsa Família em Rio Verde. Ficou acertado que será por meio de um centro de distribuição, onde as pessoas recolherão os equipamentos. O presidente do Gired disse que a entidade administradora (EAD) informou que a RFP (Request for Proposal) para a compra das 14 milhões de caixinhas ainda não está concluída, mas garantiu distribuir os conversores em Rio Verde já com o Ginga C. "Não será diferente da configuração aprovada, apesar do tempo curto", disse Zerbone.

Nos próximos dias, disse o presidente, o Ministério de Desenvolvimento Social deve assinar o convênio com a Anatel para liberar informações do cadastro do Bolsa Família para a distribuição das caixinhas e antenas. As conversas com o MDS e a Caixa Econômica Federal também orientarão problemas na distribuição, especialmente para pessoas que forem receber os equipamentos em nome dos beneficiários.

Ainda em Rio Verde serão realizadas as medições do sinal para saber se é possível trocar a antena externa por interna em alguns bairros. Zerbone ressaltou que esse modelo não será repetido em Brasília e São Paulo, em função da dimensão dessas cidades, mas poderá ser utilizado em outras cidades pequenas.

Durante a reunião do Gired nesta quarta-feira houve ainda debates sobre a campanha de divulgação, com apresentação de peças pela agência contratada pela EAD, a Young&Rubicam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.