Custo da migração da banda C para Ku seria de R$ 2,9 bi, estima Abratel

Para liberar a faixa de 3,5 GHz para o leilão de 5G, a solução seria a migração dos canais de radiodifusão distribuídos por satélite da banda C para a banda Ku. Com isso, evitaria que cerca 22 milhões de domicílios brasileiros fiquem sem acesso à TV aberta pelas parabólicas. Esta, pelo menos é a proposta que a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel) apresentou à Anatel, na terça-feira, 17. O custo para realizar seria de quase R$ 3 bilhões.

A sugestão apresentada pelo presidente da instituição, Márcio Novaes, ao presidente da agência, Leonardo Euler, também considera que, em decorrência da migração dos canais para a banda Ku, haveria a necessidade de distribuir kits de recepção de satélite nessa frequência para a população que possua equipamentos de recepção por parabólica da banda C (TVRO) e que esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, que corresponde a 11 milhões de domicílios.

Segundo projeção feita pelo engenheiro da Abratel, Wender Souza, o custo da implementação da proposta seria de R$ 2,9 bilhões, a serem pagos com recursos do leilão. Ao final da reunião, o presidente da Anatel solicitou que a associação apresentasse a proposta para a área técnica da agência, a fim de possibilitar uma análise mais detalhada.

Além dos presidentes da associação e da Anatel, a reunião contou com a participação do diretor-geral da entidade, Álvaro Vasconcelos; o engenheiro da associação, Wender Souza; o superintendente de outorgas e recursos à prestação da agência, Vinícius Caram; e o especialista em regulação, Egon Guterres.

Evento

Na próxima semana, dias 26 e 27 de setembro, acontece no Rio de Janeiro o Congresso Latinoamericano de Satélites, organizado pela TELETIME e que terá como um dos temas o debate sobre o futuro da banda C em função da previsão de leilão da faixa de 3,5 GHz para o 5G. O debate terá a participação da StarOne (Claro), Grupo Globo, Seja Digital e Anatel. Mais informações sobre o evento estão disponíveis no site www.satelitesbrasil.com.br (Com assessoria de imprensa da Anatel)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.