Mais uma vez, Rio Verde fica abaixo da meta de desligamento; decisão será tomada dia 15

O desligamento do sinal analógico da TV aberta em Rio Verde (GO), remarcado para a próxima segunda-feira, 15, ainda não é certo. A decisão será tomada pelo ministro das Comunicações, André Figueiredo, no final do mesmo dia, quando serão apresentados os últimos números de domicílios aptos a receber as transmissões digitais. Na pesquisa apresentada nesta sexta-feira, 12, pelo Ibope, o percentual era de 82% dos lares, apenas 3 pontos percentuais a mais do que o atingido no final de novembro e ainda longe da meta estabelecida de 90%, já considerando a margem de erro de 3 pontos percentuais.

Segundo o presidente do Gired (Grupo de implantação da digitalização), Rodrigo Zerbone, a pesquisa foi realizada na semana antes do carnaval e não captou os conversores e antenas distribuídos aos beneficiários do Cadastro Único dos programas sociais do governo até esta data. Nas projeções do Ibope, o percentual pode estar em 85% e até segunda-feira esse número pode subir ainda mais. De acordo com a Entidade Administradora da Digitalização (EAD), já está agendada a entrega de mais 3,4 mil kits até o dia 15 e outros 4,3 mil até o dia 21 deste mês. Até a semana antes do carnaval, foram entregues 4 mil caixinhas. Há relatos, contudo, de pessoas que receberam os receptores e não instalaram ou colocaram o equipamento à venda, o que pode ter dificultado o atingimento dos percentuais.

 

Pela nova portaria do Minicom sobre o switch-off, publicada no dia 25 de janeiro, o Gired pode recomendar o desligamento do sinal analógico mesmo sem o atingimento da meta de domicílios aptos, desde que seja uma decisão unânime do grupo. A palavra final fica para o Minicom, de qualquer forma. Para Zerbone, mesmo sem que se alcance a concordância de todos os integrantes do colegiado, ele ainda pode recomendar o desligamento, mas disse que trabalhará para obter uma posição conjunta na reunião que acontecerá na manhã de segunda-feira.

A primeira data do switch-off do sinal analógico em Rio Verde foi marcada para a madrugada entre o dia 29 e 30 de novembro do ano passado. Porém, o percentual de lares aptos a receber as transmissões digitais chegou a apenas 79%. Depois de muito debate entre Anatel, radiodidusores e teles, ficou acertado que o percentual de 93% cairia para 90% dos domicílios, levando em conta a margem de erro de 3%, e que os conversores seriam distribuídos gratuitamente para os beneficiários do Cadastro Único no município goiano, além dos atendidos pelo programa Bolsa Família.

A nova data marcada para o desligamento, o dia 15 de fevereiro, pode ser novamente alterada por falta de atingimento da meta, a menos que o ministro André Figueiredo decida desligar com um percentual menor, porém mais próximo do que o estabelecido. A decisão será anunciada no meio da tarde de segunda-feira e o desligamento, caso haja, será feito na virada do dia 15 para o dia 16.

3 COMENTÁRIOS

  1. "Até a semana antes do carnaval, foram entregues 4 mil caixinhas. Há relatos, contudo, de pessoas que receberam os receptores e não instalaram ou colocaram o equipamento à venda, o que pode ter dificultado o atingimento dos percentuais."

    Como sempre a nossa república de bananas continuará sendo uma república de bananas, onde pessoas querem levar vantagem: essas mesmas pessoas depois aparecerão reclamando dos políticos, são tão canalhas quanto eles.

  2. Passe a faca logo e ponto final: quem não tem, dará um jeito de ter – ainda mais com os fatores citados acima, que os "Lei de Gerson" estão se aproveitando da situação.

    Largue mão de ser frouxo, Ministério das Comunicações!

  3. Mesmo sem conhecer Rio Verde, concordo que tem q cortar logo e forçar a migração, senão até 2050 estaremos nessa lenga lenga. Quem não migrou ou não tem interesse ou será forçado a mudar de qualquer modo sem maiores sobressaltos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.