Vendas de tablets caem pela primeira vez no Brasil

As vendas de tablets no terceiro trimestre no Brasil foram 2% menores que no segundo trimestre, totalizando 1,8 milhão de unidades. Foi a primeira vez em que esse mercado registrou uma queda na comparação entre trimestres consecutivos. Os dados foram levantados pelo IDC. Uma das hipóteses para a queda poderia ser um efeito sazonal: o segundo trimestre, marcado pelo dia das Mães, seria mais forte que o terceiro, embora este tenha o dia dos Pais. Outra explicação estaria em um evento extraordinário: houve uma venda de grande porte (600 mil unidades) para o MEC no segundo trimestre. Cabe lembrar que na comparação com o terceiro trimestre do ano passado houve crescimento de 134%.

O Android continua sendo o sistema operacional dominante nos tablets vendidos no Brasil, tendo respondido por 95% das unidades comercializadas entre julho e setembro. O preço médio do produto foi de R$ 610, o que representa uma redução de 28% em 12 meses e de 2% em relação ao trimestre anterior. 63% dos tablets vendidos no País entre julho e setembro custavam menos de R$ 500; 22%, entre R$ 500 e R$ 1 mil; e apenas 15% tinham preço acima de R$ 1 mil. Para se ter uma ideia, esse segmento mais caro respondia por 40% das vendas um ano atrás.

O IDC espera que no quarto trimestre sejam vendidos 2,6 milhões de tablets no Brasil, com o mercado sendo puxado pelo Natal e pela Black Friday. No ano, serão 7,9 milhões de unidades comercializadas. Para 2014 a expectativa é de que o País supere 10 milhões de tablets vendidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.