Paulo Bernardo deixa o ministério e destaca agenda intensa do sucessor

Paulo Bernardo se despediu do ministério das Comunicações destacando que o novo ministro, Ricardo Berzoini, terá uma agenda cheia pela frente, "tão intensa quanto a que tivemos em 2011". Ele ressaltou que assuntos como governança da Internet, a regulamentação do Marco Civil, a "renovação do modelo econômico das indústrias de mídia e sua regulamentação", a revisão quinquenal dos contratos de telefonia fixa e o programa Banda Larga para Todos devem estar no topo da pauta. Segundo apurou este noticiário, o Banda Larga para Todos deve, inclusive, ser apresentado como parte da nova versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a ser anunciado ainda este mês.
Bernardo fez um balanço de sua gestão e destacou o crescimento do mercado de banda larga, o programa Cidades Digitais, a realização dos leilões de espectro pela Anatel e o trabalho de digitalização dos processos internos do Ministério das Comunicações que, segundo ele, pode ser inteiramente concluído ainda em 2015. Ele também destacou a transição da TV analógica para a TV digital em 2018, o projeto do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação a ser lançado em 2016 e o Regulamento de Direitos do Consumidor elaborado pela Anatel, além das medidas de desoneração de redes e dispositivos como tablets e smartphones estabelecidas em sua gestão como ministro. Como metas, lembrou das obrigações de cobertura rural que devem ser atendidas este ano e a cobertura com 4G nas cidades com mais de 30 mil habitantes até 2017.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.