OUTROS DESTAQUES
Competição
Concorrência entre fixo e móvel ainda leva dez anos, diz SDE
terça-feira, 09 de setembro de 2003 , 18h03 | POR REDAÇÃO

Uma das principais polêmicas hoje entre operadores de telefonia fixa, celular, novos entrantes e Anatel é se os serviços móveis já podem ser considerados, do ponto de vista regulatório, como competidores reais dos serviços de telefonia fixa. A conclusão dos debates realizados nesta terça, dia 9, no seminário "Telecomunicações: competição e política" foi o de que, apesar de cada vez mais próximos, os serviços móveis não podem ainda ser considerados como competidores dos serviços fixos. Daniel Goldberg, secretário de direito econômico do Ministério da Justiça, lembrou que do ponto de vista dos órgão de defesa da concorrência ainda não é possível olhar a telefonia móvel e a fixa como concorrentes em um mesmo mercado. Segundo o secretário, as realidades de oferta e demanda ainda são diferentes e, portanto, não é possível falar em mercados relevantes coincidentes. Mas ele lembrou que existe uma tendência de aproximação das duas tecnologias de telefonia nesse sentido e que em no máximo dez anos será possível falar que os serviços móveis efetivamente concorrem com os fixos. O presidente da Anatel, Luiz Guilherme Schymura, lembrou que hoje ainda não é grande o percentual de clientes que abandonam o serviço fixo em direção ao móvel. O que existe, diz Schymura, é uma busca por serviços complementares. Na opinião de Carlos Henrique Moreira, presidente da Claro, o assinante do serviço móvel que abandonou o serviço fixo ainda é raro, mas existe, sobretudo no segmento pré-pago. Ele acredita que nesse momento ainda não se possa falar que exista competição entre móvel e fixo em todos os níveis de serviços e de mercado, mas essa é uma tendência.
Já a Telemar, representada no seminário por Marcelo Pereira, vice-presidente de atacado da empresa, argumenta que hoje as operadoras de telefonia fixa perderam seu predomínio de market share em serviços de voz local para as operadoras móveis, e que isso deve ser visto sim como uma competição direta.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top