OUTROS DESTAQUES
TV DIGITAL
Gired propõe alterar data do switch-off de Fortaleza, Salvador, Belo Horizonte e interior paulista
quarta-feira, 19 de Abril de 2017 , 17h38

O cronograma de desligamento do sinal analógico da TV aberta para o segundo semestre de 2017 pode mudar em quatro grupamentos de municípios – Fortaleza, Salvador, Belo Horizonte e no Interior de São Paulo -, conforme proposta aprovada nesta quarta-feira, 19, na reunião do Gired (grupo de implantação da digitalização da TV). A decisão será do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, uma vez que houve o voto contrário da Record.

A proposta prevê a manutenção do switch-off analógico em Recife em julho; Rio de Janeiro e Vitória, em outubro. Mas em Fortaleza e Salvador, a data poderá passar de julho para setembro; em Belo Horizonte, de julho para a segunda a segunda semana de novembro; e o interior de São Paulo, de setembro para a quarta semana de novembro.

A principal razão apontada por algumas emissoras de TV para as mudanças de datas foram problemas técnicos para a instalação de estações de televisão em Belo Horizonte e no interior de São Paulo. Segundo a EAD, também existem dificuldades na produção de kits, composto por uma antena, um conversor do sinal analógico para o sistema digital e um controle remoto. As empresas de telecomunicações concordaram com o adiamento desde que fossem mantidas as prerrogativa da Anatel, relativas à avaliação da antecipação da ativação da tecnologia 4G/LTE.

Uma das reivindicações das teles é a possibilidade de implantação da rede LTE na faixa de 700 MHz a partir de julho de 2018 na Região Metropolitana de São Paulo, desde que constatada a devida viabilidade técnica. A rede 4G em Belo Horizonte, por sua vez, poderá ser autorizada em maio do próximo ano. O cronograma de desligamento do sinal analógico da TV aberta para 2018 não sofreu proposta de alteração.

 

COMENTÁRIOS

3 Comentários

  1. JCDugo disse:

    Realmente planejamento e cumprir metas não é forte do brasileiro.

  2. Luiz disse:

    Há um erro na frase "….. composto por uma antena, um conversor do sinal analógico para o sistema digital e um controle remoto. …..". O correto seria "….. um conversor do sinal digital para o sistema analógico …..", pois a função do conversor é converter o sinal digital para sinal analógico, que pode ser assistido em televisões "antigas" (analógicas).

  3. Richard disse:

    Só uma coisa: não há lógica o adiamento no Vale do Paraíba. Nas cidades onde já há sinal digital, é comum ver que está havendo uma adesão imensa sendo que a grande maioria não está comprando receptores, mas sim novas telas.

    E outro ponto a ser levantado aqui, é que há pessoas recebendo esses kits e vendendo em grupos de rolo no Facebook e Mercado Livre.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
, ,
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
 
Top