SindiTelebrasil lança cartilha sobre instalação de antenas para celulares

Foto: Pixabay.com

Com o objetivo de mostrar a importância das antenas para ampliação da cobertura dos serviços celular e banda larga móvel, o SindiTelebrasil (sindicato patronal que reúne as prestadoras de telecomunicações) lançou, nesta terça-feira, 26, a cartilha "Fique Antenado!", com perguntas e respostas sobre este tipo de infraestrutura. O lançamento ocorreu durante evento da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

"Todos nós queremos estar conectados, o tempo todo e em todos os lugares, mas só teremos conexão se tivermos antenas. Sem elas, não temos celular nem internet móvel", disse o presidente-executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari. A conectividade, lembrou, melhora a qualidade de vida do cidadão e gera produtividade, movimentando toda a economia digital.

Ferrari alertou para o fato de que a demanda crescente da população por novos serviços e as novas tecnologias, como o 5G, vão exigir um número ainda maior de antenas. Para isso, o licenciamento precisa acompanhar o mesmo ritmo acelerado de crescimento. Mas esse processo, em muitas cidades, tem sido lento em função de leis desatualizadas, muitas delas de uma época em que nem existia internet móvel no País. Além disso, o executivo lembrou que já existe a Lei Geral de Antenas, aprovada no Congresso Nacional em 2015, que estabelece as diretrizes para o licenciamento, instalação e compartilhamento de infraestrutura de telecomunicações.

Para o presidente da FNP, Jonas Donizette, a parceria com o SindiTelebrasil é muito importante pois representa um apoio técnico para o debate com os municípios sobre o tema. "Com o desenvolvimento e a inovação, hoje, as cidades têm necessidade de conectividade para a economia dos munícipios. Sem internet, todos saem prejudicados", afirmou o prefeito.

Levantamento do SindiTelebrasil mostra que existem no País mais de 4 mil pedidos de instalação de novas antenas aguardando licenciamento pelos municípios, o vai gerar investimento imediato de R$ 2 bilhões de reais nas cidades e 45 mil empregos.

O sindicato também reforçou o Ranking das Cidades Amigas da Internet, elaborado pela consultoria Teleco, que mostra a colocação dos 100 maiores municípios brasileiros em relação à instalação de antenas. O levantamento mostra as cidades que já fizeram mudança nas leis e aquelas que ainda estão com normas defasadas, em relação ao acompanhamento da evolução tecnológica no setor de telecomunicações. (Com informações da assessoria de imprensa)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.