Cabo SACS começa a ser lançado em Angola

O cabo do sistema South Atlantic Cable System (SACS), que ligará Angola ao Brasil, começou a ser lançado no lado angolano e já completou a etapa de mapeamento marítimo, informou a operadora Angola Cables nesta quinta-feira, 20. Com isso, a empresa espera que a infraestrutura submarina seja implantada na melhor rota possível, evitando pontos que ofereçam perigo de danos ao cabo. Permite ainda que seja finalizada a manufatura do equipamento (o cabo é construído pela japonesa NEC), podendo realizar ajustes menores na rota ou no cabo de acordo com o resultado do mapeamento.

Com o carregamento do ponto de conexão na costa (Pre-Laid Shore End – PLSE), a construção efetiva do sistema está "a caminho" e a previsão de lançamento comercial é para a metade de 2018. A data condiz com o anunciado há um ano, quando o sistema recebeu aporte de US$ 100 milhões do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), mas é dois anos após a previsão inicial, feita em fevereiro de 2014, que era entre o final de 2015 e início de 2016. O sistema foi anunciado originalmente em 2011, ainda com participação da Telebras, depois descartada.

O SACS terá um cabo de 40 Tbps com quatro pares de fibra, cada uma capaz de transmitir 100 comprimentos de ondas com banda de 100 Gbps. O sistema terá 6.165 km na rota entre Fortaleza e Luanda e irá ainda se interconectar com o sistema Monet, cabo que ligará Boca Raton (Flórida) a Santos e é uma parceria entre Angola Cables, Google, Algar Telecom e a uruguaia Antel.

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta para Heguiberto Amorim Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.