Ironia da história

A par das discordâncias em relação às mudanças na política cambial, o ex-presidente do Banco Central, Gustavo Franco, citou durante seu discurso de despedida "razões pessoais" como um dos motivos que o levaram a deixar o cargo. Segundo fonte palaciana, ele teria dito ao presidente FHC que precisa ajudar o seu sogro, empreendedor do setor imobiliário que estaria sofrendo problemas financeiros. Ironicamente, estes problemas seriam devidos, em grande parte, aos juros altos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.