Operadoras da Coreia do Sul e Verizon disputam título de primeira rede 5G móvel comercial

A corrida pelo "título" de primeira rede móvel 5G comercial do mundo movimentou operadoras da Coreia do Sul e a Verizon ao longo da última quarta-feira, 3. Em diferentes fuso horários, tanto a tele norte-americana quanto três empresas sul-coreanas lideradas pela SK Telecom anteciparam o início da operação de redes móveis de quinta geração aliadas com a disponibilidade de smartphones preparados para a tecnologia.

Na Coreia do Sul, o início das vendas dos primeiros planos 5G pelas operadoras SK, LG Uplus e KT estava previsto para sexta-feira, 5, ou a mesma data do lançamento do Samsung S10 5G no país. A Verizon, porém, se antecipou aos asiáticos e anunciou, na manhã da quarta-feira, o início da disponibilidade para clientes em certas áreas de Chicago e Minneapolis, nos Estados Unidos. Neste caso, em oferta conjugada com o Motorola Moto Z3 equipado com o módulo adicional 5G Moto Mod, que habilita a conexão 5G desde que acoplado ao aparelho.

Como notado pela própria Verizon, a estreia da chamada 5G Ultra Wideband ocorreu uma semana antes da data então prevista pela empresa, ou o dia 11 de abril. Prometendo velocidades de download de 450 Mbps com picos de 1 Gbps e latência de menos de 30 milissegundos, o CEO da empresa, Hans Vestberg, destacou que os clientes da Verizon seriam "os primeiros do mundo a ter o poder do 5G em suas mãos".

A disputa pelo posto de pioneira, contudo, ganhou mais um capítulo quando a SK Telecom anunciou, na manhã sul-coreana do dia 4, que algumas celebridades do país receberam smartphones S10 5G conectados à nova rede da empresa em evento às 23h do dia anterior (3), conforme o horário local. Considerando o fuso, a conexão dos usuários selecionados teria ocorrido às 9h de Chicago e Minneapolis, ou cerca de duas horas antes do anúncio oficial feito pela Verizon e válido para as duas cidades.

De acordo com a agência de notícias sul-coreana Yonhap, a KT e a LG Uplus também realizaram ações semelhantes ao lado de personalidades locais, em movimento coordenado classificado como a estreia mundial das redes 5G móveis pelo ministro de ciência e tecnologia do país, Yoo Young-min, ainda que o início das vendas para o público em geral continue marcada para o dia 5.

A despeito do título simbólico de primeira rede 5G móvel em locais onde há oferta de smartphones compatíveis, tanto a Verizon quanto o trio sul-coreano têm planos ambiciosos após liderarem o roll-out da tecnologia. Maior operadora do país asiático, a SK Telecom conta com 34 mil ERBs 5G que permitirão cobertura inicial em áreas movimentadas de 85 cidades, além de sinal indoor em 120 pontos como aeroportos, shopping centers e lojas de departamento. A empresa ainda espera habilitar aplicações como fábricas inteligentes e carros autônomos, além de equipar todo o metrô da Coreia do Sul com a rede de quinta geração no segundo semestre.

No caso da Verizon, a intenção é alcançar 30 cidades cobertas pela rede móvel ainda em 2019; vale notar que a empresa lançou sua banda larga fixa com 5G (FWA) em outubro do ano passado. Em Chicago e Minneapolis, apenas algumas regiões selecionadas vão contar com o sinal móvel em um primeiro momento; quando saírem da área de cobertura, usuários com smartphones equipados vão retornar para a rede LTE. A empresa ainda nota que o Moto Z3 e o 5G Moto Mod são vendidos separadamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.