Publicidade
Início Teletime Alcatel-Lucent lança nova divisão para cuidar de SDN para data centers

Alcatel-Lucent lança nova divisão para cuidar de SDN para data centers

A Alcatel-Lucent apresentou nesta terça-feira, 2, uma nova divisão para cuidar de soluções focadas em software defined networks (SDN), a Nuage Networks. A empresa já nasceu apresentando um novo produto em evento nos Estados Unidos transmitido pela Internet: uma solução virtualizada de SDN para dinamizar a infraestrutura de comunicação de data centers. A proposta da Nuage é que, ao contrário do que acontece atualmente, a solução de rede com túnel virtualizado (SDVPN) não limita a adoção de serviços na nuvem e permite a escalabilidade para companhias como utilites, bancos, provedores de serviço de telecom e outras.

Notícias relacionadas
O presidente da divisão de core de rede da Alcatel-Lucent, Basil Alwan, afirmou que a tecnologia de SDN pode fazer "diferença econômica e operacional para produtos aplicando técnicas para fazer a rede ficar mais flexível". Ele explica que os data centers ainda estão utilizando tecnologias antigas, como VLAN, que não possuem a flexibilidade que a nuvem demanda. "É como ir a um caixa eletrônico para tirar dinheiro, ver toda a interface bonita e aí ter seu dinheiro enviado pelo correio", compara. Com a nova tecnologia, Alwan afirma que a rede fica mais responsiva e programável.

O executivo inclusive fala que é possível utilizar a solução para a infraestrutura de rede, "quebrando" o modelo CDN (sistema de servidores para distribuição de conteúdo na rede), permitindo uma escalabilidade para prover serviços de vídeo over-the-top (OTT), por exemplo. "A chave está em acordos de negócios, mas é outro tipo de tecnologia que pode ajudar a colocar esses elementos juntos", explica, referindo-se ao embate entre provedores de conteúdo OTT e as operadoras.

Por sua vez, o fundador e CEO da Nuage Networks, Sunil Khandekar, compara a estratégia de aplicar SDVPNs com a experiência de troca suave de redes 3G para Wi-Fi em hotspots públicos com smartphones. "Com data center é uma história completamente diferente, às vezes leva semanas para conectar. Vamos mudar isso, estamos trazendo uma solução de SDN mais complexa e poderosa para permitir que as máquinas sejam conectadas instantaneamente à medida em que são criadas", diz, chamando o impacto da virtualização na rede de "multidimensional". "Os sistemas atuais ainda rodam protocolos antigos, de décadas, e isso está se colocando como uma barreira para o cloud".

A ideia é ter os primeiros projetos-piloto funcionando em abril na Europa e América do Norte, que inclui o provedor francês de Internet SFR, do grupo Vivendi, que controla a GVT no Brasil. A disponibilidade da solução para o restante do mundo está planejada para o decorrer do ano. "Já temos empresas líderes implementando (o SDVPN) e em algumas companhias maiores o processo será bem rápido. Em um ano, um ano e meio no máximo, estará disponível para todos os clientes", finaliza Basil Alwan.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile