OUTROS DESTAQUES
Satélite
Banda larga no varejo da Yahsat fica para segundo trimestre de 2018
quinta-feira, 31 de agosto de 2017 , 20h27

A operadora de satélites Yahsat ajustou os planos para começar a atuar no varejo brasileiro com a YahClick, seu serviço para o consumidor via banda Ka. O lançamento do satélite AlYah 3, previsto inicialmente para este ano, deverá ocorrer no primeiro trimestre de 2018. Com isso, o início da operação do serviço de banda larga deverá ficar para o segundo trimestre. "Teve ajuste por conta do lançador, mas a parte de todas as estações terrestres está dentro do cronograma, na fase final de aceitação agora", disse a este noticiário o diretor de marketing da empresa, Eduardo Guedes.

A expectativa é de que, um mês após alcançar a posição orbital 20º Oeste, o satélite já possa começar a fazer os testes alfa e beta. O artefato contra com 58 spot-beams cobrindo 95% da população brasileira, com um total de 50 GB de capacidade: 30 GB para a África, 20 GB para o Brasil.

Ele deverá ser complementado pela infraestrutura terrestre dos sites em Jaguariúna e Hortolândia (SP). "Ao longo deste ano, estamos fazendo toda a implantação do varejo: OSS, BSS, construção do site propriamente dito e o modelo comercial", declara Guedes. Vale lembrar que a empresa anunciou em maio uma parceria com a Century para a distribuição da oferta no varejo.

Demanda

O plano da operadora de Abu Dhabi é de atender uma demanda reprimida de cerca de metade dos domicílios brasileiros. Segundo Guedes, citando dados da pesquisa TIC Domicílios 2015, pretende-se explorar os cerca de 31 milhões de domicílios com baixa competição/oferta de banda larga, sobretudo os 11 milhões dentro desse universo que são das classes ABC1. "Existe potencial muito grande e é difícil (nesses lugares) ser atendido por redes de fibra ou cabo", ressalta.

Desde a entrada no mercado brasileiro em meados de 2014, a Yahsat investiu US$ 200 milhões no País. O valor inclui o leilão da posição orbital (que custou R$ 44,1 milhões na época), as VSATs, o gateway terrestre e o lançamento.

Eduardo Guedes discutiu sobre o futuro do mercado brasileiro de banda Ka durante o Congresso Latinoamericano de Satélites nesta quinta-feira, 31, no Rio de Janeiro.

COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. jaime disse:

    Alguém já sabe que áreas do Brasil vão ser cobertas?

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME. Mais informações pelo email eventos@teletime.com.br

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
EVENTOS

O mercado de TV por assinatura mudou. Operadores, programadores e canais se adaptam a um novo tempo em que a não-linearidade, a distribuição multiplataforma e novas formas de engajamento e interação entre telespectadores e conteúdos passa a ser a regra. Neste evento, uma reflexão sobre o presente e o futuro da indústria no Brasil, seus principais desafios, os caminhos que estão surgindo, as principais inovações e as tendências globais mais relevantes. Um evento organizado com a expertise e a curadoria editorial das publicações TELA VIVA, PAY-TV e TELETIME.

30 de julho a 31 de julho
WTC Events Center – São Paulo, SP, SP, Brasil
Top