OUTROS DESTAQUES
Embratel sugere condições para novas licenças de longa distância
terça-feira, 27 de novembro de 2001 , 20h04 | POR REDAÇÃO

A Anatel deveria aproveitar a abertura do mercado para exigir das operadoras locais o compartilhamento de suas redes. Essa é a opinião do gerente geral de serviços locais da Embratel. Durães sugere que a distribuição de novas autorizações para prestar serviços de longa distância nacional e internacional seja condicionada, no caso das operadoras locais, ao unbundling. "Fizemos essa sugestão durante a consulta pública e esperamos que a Anatel atenda nosso pedido ao redigir o texto final com as regras para as novas licenças de STFC", disse ele. Na opinião da Embratel, para conseguir tais autorizações, as empresas locais, além do unbundling, deveriam oferecer condições mais favoráveis de interconexão, fazer uma separação contábil de suas operações de longa distância e facilitar o co-faturamento.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top