OUTROS DESTAQUES
Serviços de satélite
Telebras reduz preço do satélite em R$ 57 milhões com isenções do REPNBL
quarta-feira, 13 de Janeiro de 2016 , 16h15

A Telebras conseguiu reduzir em quase R$ 57 milhões o preço do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas brasileiro (SGDC), em função das isenções obtidas pela estatal para construção especialmente de estações terrenas, por meio do Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga para Implantação de Redes de Telecomunicações (REPNBL). Construído pela Thales Alenia Space (TAS), empresa franco-italiana, e supervisionado pela Visiona Tecnologia Espacial, parceria entre a Embraer e Telebras, o equipamento está orçado em R$ 1,7 bilhão e previsto para ser lançado entre setembro de 2016 e fevereiro de 2017.

A redução foi oficializada em termo aditivo do contrato assinado entre a Telebras e a Visiona, cujo extrato foi publicado nesta quarta-feira, 13, no Diário Oficial da União. A estatal foi a primeira empresa a ter projeto de rede aprovado no REPNBL, em 2013. As isenções fiscais do programa valem até o final deste ano.

Em outro extrato, a Telebras autoriza a Visiona a contratação de seguro para o satélite geoestacionário. O valor previsto no contrato é de US$ 22,7 milhões.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top