OUTROS DESTAQUES
Tendência
ConnecTV lança rede social de TV com apoio de broadcasters nos EUA
quarta-feira, 13 de junho de 2012 , 18h08 | POR RAPID TV

O conceito de "TV Social", ou seja, uma forma de criar uma rede social para telespectadores, sofreu com a falta de de um ecossistema coeso, o que tornou difícil conectar usuários em grande escala. A ConnecTV quer mudar isso com a implantação de uma plataforma de mídia social para televisão nos Estados Unidos com o apoio de redes de cabo nacionais, redes regionais de esportes e emissoras locais afiliadas à ABC, NBC, CBS, FOX, CW e MyNetworkTV.

A plataforma sincroniza o engajamento social, conteúdo complementar e promoções com a TV ao vivo ou mesmo time shifted. Sincronizada com o show que o espectador está assistindo, a plataforma entrega estatísticas complementares, notícias, informações e citações que podem ser compartilhadas com amigos e seguidores nas principais redes sociais como Facebook e Twitter. Os espectadores também podem convidar amigos para se juntar a eles na audiência de determinado programa e conversar sobre o conteúdo.

Usando uma combinação de algoritmos de reconhecimento de conteúdo, closed caption e um mix diversificado de mais de 100 fontes de dados para conduzir a relevância e velocidade de sincronização com a programação da televisão, a ConnecTV está disponível como um download gratuito para o iPad na App Store da Apple, ou para qualquer navegador em PC. Versões para o iPhone e smartphones e tablets Android devem sair nos próximos 45 dias.

"O envolvimento local está no coração de todas as redes sociais, do Twitter ao Facebook e ao Groupon", disse o cofundador da ConnecTV Ian Aaron. "A ConnecTV é a única rede social para TV com um verdadeiro investimento na experiência de audiência local e uma parceria estratégica sem precedentes com as principais empresas de mídia."

Um total de 85 estações locais da ABC, NBC, CBS, FOX, CW e estações MyNetworkTV serão integradas à plataforma no lançamento, com planos para aumentar para 215 estações em diversas localidades."A programação televisiva conduz a conversa de mídia social, mas as conversas continuam a ser fragmentadas em diferentes plataformas e sem fornecer contexto local", disse Alan Frank, presidente e CEO da Post-Newsweek Stations.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

Top