OUTROS DESTAQUES
Satélite
Lançamento do Intelsat 37e é abortado; satélite está intacto
quarta-feira, 06 de setembro de 2017 , 16h39

O lançamento do foguete Ariane 5 no Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa, foi abortado na noite da terça-feira, 5. O veículo da Arianespace levaria os satélites Intelsat 37e e o BSAT-4a ao espaço, mas uma anomalia elétrica no estágio principal do motor Vulcan afetou um dos dois motores auxiliares de combustível sólido, levando à interrupção da sequência de lançamento automático. De acordo com a empresa de foguetes nesta quarta-feira, 6, o Ariane 5 será realocado para o local de montagem final (BAF, na sigla em inglês) nesta quinta-feira, assim que os tanques forem esvaziados. Ambos os satélites estão sem danos e seguros no módulo do topo do lançador.

A Arianespace diz que a interrupção é "perfeitamente de acordo com nossos procedimentos que só autorizam um lançamento se 100% do equipamento do lançador estiver completamente operacional". Uma análise ainda está sendo feita para encontrar a causa da anomalia, além de determinar as medidas que poderão ser tomadas para retomar os procedimentos de lançamento "assim que possível". A data ainda depende da conclusão dessa análise, mas o objetivo é que tudo esteja pronto para uma nova tentativa ao final de setembro. A empresa afirma ainda que esse adiamento não afeta o cronograma de lançamentos para este ano.

O Intelsat 37e será posicionado em 342º Leste, cobrindo Américas, África e Europa, e substituirá o Intelsat 901, que será direcionado a nova posição na rede da empresa. O satélite foi construído pela Boeing e é multifrequência, operando com as bandas C, Ku e Ka, incluindo compartilhamento de energia e feixes direcionados em bandas Ku e Ka. Pelo mapa de cobertura, a banda Ka será destinada à Europa; a banda C a parte da América do Sul e da América do Norte, além do norte europeu; enquanto a banda Ku cobre todas essas regiões, além de África, Oriente Médio e América Latina (incluindo o Brasil).

Já o BSAT-4a terá 24 transponders em banda Ku e fornecerá transmissão DTH com vídeo em 4K e 8K para o Japão. Ele ficará na posição orbital 110º Leste e será operado pela Broadcasting Satellite System Corporation (B-SAT).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
EVENTOS
Não Eventos
Top