Anatel quer evitar radiação excessiva

Na mesma reunião o Conselho decidiu colocar em consulta pública requisitos adicionais para certificação de equipamentos terminais de serviço móvel especializado, serviço móvel celular e serviço móvel pessoal, para garantir um limite máximo de radiação que possa afetar o organismo humano. Segundo o conselheiro Antônio Valente, em agosto deste ano a Anatel recebeu do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, uma solicitação encaminhada pelo Departamento de Engenharia da Universidade Federal daquele estado para que fossem recolhidos os equipamentos móveis que emitissem mais de 2 Watt/kg, considerado como um nível limite de radiação. Acontece que os aparelhos em uso no Brasil obedecem as normas da FCC, que determinam que este limite seja de 1,6 Watt/kg. No entanto a Anatel está colocando em consulta pública uma determinação de que os novos aparelhos a serem certificados no Brasil apresentem um relatório de ensaio referente a este limite de radiação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.