"Carrier sabia das regas de interconexão na privatização", sustenta Carla Cico

Sobre um eventual conflito da Embratel com as teles locais (inclusive a BrT) por conta do subsídio cruzado, Carla afirmou que "todas as empresas sabiam, há cinco ou seis anos, das regras do mercado competitivo". E continua: "a Embratel ainda é monopolista do mercado corporativo. O problema é o acesso ao cliente. É por isso que as operadoras de longa distância vêm caindo. Com as tarifas caindo, cai também sua participação", disse. Em sua área de abrangência, que cobre nove estados e o DF, a BrT mantém participação de 85,1% no tráfego intra-setorial (no mesmo estado) e de 71,2% no tráfego intra-regional (entre os nove estados e o DF).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.