Conectividade embarcada da Thales, Hughes e SES chegará à América do Sul em 2020

Wi-Fi a bordo de avião da Avianca. Foto: Reprodução

[Atualizada em 14/03]Anunciado na quarta-feira, 8, como uma estratégia de serviço de conectividade de bordo para as Américas, a parceria tripartite entre Thales, Hughes e SES não deverá chegar à América do Sul até pelo menos 2020. Segundo confirmou a este noticiário o vice-presidente de estratégia de dados móveis da SES, Andrew Ruszowski, o plano de usar quatro satélites (EchoStar XVII, EchoStar XIX, AMC-15 e AMC-16) até o início das operações do SES-17, que será lançado daqui a três anos, significa foco na região da América do Norte. "O SES-17 terá cobertura para todas as Américas, além do Oceano Atlântico até a Europa e África, então em 2020 ou 2021, os serviços serão muito mais expandidos", declara.

Naturalmente, a demanda maior para o mercado norte-americano concentra os esforços das empresas, mas a ideia é não ficar limitada somente às Américas. "Sim, queremos ter o serviço globalmente. Estamos conversando para avaliar oportunidades de expandir os serviços em curto e longo prazo, temos a intenção de fazer isso, mas não temos nada a anunciar por enquanto", declara Ruszowski.

A plataforma FlytLIVE da Thales utilizará a capacidade em banda Ka dos satélites de alto throughput (HTS) EchoStar e do SES-17. O executivo não mencionou o quanto de capacidade do SES-17 será utilizado para o sistema, mas destacou que ele é focado em conectividade móvel para aviação. Ruszowski reitera que, dessa forma, será possível ter maior disponibilidade da banda larga nos voos. O serviço está atualmente em fase de testes, com lançamento operacional completo na América do Norte no decorrer do ano.

Expansão da frota

A SES tem ainda três satélites híbridos (HTS e feixe amplo) que deverão ser lançados ainda neste ano: SES-15, SES-14, SES-12. Apesar da numeração, o primeiro a ser colocado em órbita, em abril, será o SES-15, que irá cobrir a América do Norte na posição 129º O e contará com 16 transponders em banda Ku. Ele será lançado pelo foguete Soyuz. O SES-14 será lançado pelo foguete Falcon 9 no último trimestre, ficará na posição 47,5º O cobrindo as Américas e a região do Atlântico Norte e contará com 20 transponders em banda Ku e 28 em banda C. Na mesma época, o Ariane 5 deverá voltar a ser utilizado para lançar o SES-12, que ficará na posição 95º L para cobrir a região da Ásia-Pacífico com DTH, VSAT, mobilidade e HTS usando 54 transponders de banda Ku.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

I accept the Privacy Policy

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.