3G Americas prega migração para GSM

Os representantes do 3G Americas procuraram enfatizar as vantagens de migrar as redes TDMA para o GSM, em oposição à escolha da tecnologia CDMA. Chris Pearson, vice-presidente executivo da organização, destacou que a tecnologia é a que apresenta maior potencial de crescimento nas Américas, baseado em dados da Nokia: em 2006, a tecnologia GSM, que hoje responde por 6% da base da região, vai ocupar 69%. O CDMA, hoje com 22% do mercado, vai ficar com 31%. A tecnologia TDMA, atualmente dominando o mercado, com 69%, tende a desaparecer por não contar com solução evolutiva. A questão é saber como evoluir na migração. Para Mário Baumgarten, da Siemens, o ambiente competitivo que se prevê no País, com a chegada de novos operadores GSM, indica a necessidade de uma migração rápida e agressiva. "Consideramos ideal que seja feita a migração em 25% da rede ao ano, para uma cobertura total em dois anos." Yolande Pineda, gerente de comunicações da Nokia Networks, por outro lado pondera: "É preciso levar em conta o assinante e a capacidade de investimento da operadora", diz ela. A empresa oferece sistema GSM em 850 MHz, que podem ser utilizado em convívio com as redes atuais de TDMA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.