OUTROS DESTAQUES
Intelig vai competir primeiro só com infra-estrutura instalada
sexta-feira, 30 de novembro de 2001 , 18h53 | POR REDAÇÃO

A Intelig comemora principalmente o fato de não ter de fazer grandes investimentos adicionais para poder competir na telefonia local a partir do próximo ano. De acordo com Rivière, o artigo 35 do regulamento, que permitirá à operadora concorrer pelo cliente local sem compromissos de cobertura, permitirá à Intelig restringir os novos investimentos do próximo ano aos seus atuais clientes corporativos, dando-lhes a facilidade também do acesso local. Os esforço poderá ser gradativo, diz ele, de acordo com a resposta do mercado. A empresa vai atuar por áreas de numeração, pela ordem decrescente de importância econômica. Assim, a seqüência de investimentos deverá ser inicialmente nas áreas 11, 21 e 31, correspondentes às regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, respectivamente. Para os acessos, a expectativa é de utilizar as linhas das incumbents (que se tornam acessíveis com a regra de unbundling estabelecida), assim como links de rádio nas faixas de 10,5 GHz e 3,5 GHz, cuja licitação encontra-se em fase de regulamentação.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet. Organizado há 17 edições pela TELETIME e pelo Centro de Estudos de Políticas de Comunicações da Universidade de Brasília (CCOM/UnB), o evento congrega reguladores, formuladores de políticas, acadêmicos, empresas e analistas para um debate aberto sobre os temas mais relevantes e que serão referência ao longo do ano. Em 2018, estão em discussão uma agenda possível para o setor, o impacto do cenário eleitoral sobre as telecomunicações, a atuação  do Congresso Nacional sobre as políticas do setor de telecomunicações e Internet e as referências regulatórias internacionais.

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
EVENTOS

Principal encontro independente de debate e reflexão sobre políticas setoriais dos setores de telecomunicações e Internet

20 de Fevereiro
Auditório Finatec, DF, Brasil
Top